“O stress é uma resposta adaptativa dos seres humanos para um adequado rendimento nas suas atividades e para um desempenho eficaz mas o problema surge quando estes níveis se tornam excessivos e difíceis de controlar”, explica a psicóloga.

A especialista acrescenta: “os episódios de stresse no posto de trabalho são responsáveis pelo aumento das taxas de absentismo, redução da produtividade e envolvem riscos acrescidos de doenças cardiovasculares, músculo-esqueléticas e mentais, como é o caso da depressão, a ansiedade e a perturbação de pânico. O primeiro passo para contrariar a situação é identificar o problema, depois é adotar estratégias capazes de o solucionar”.

“Aprender a organizar-se e otimizar a gestão do tempo e das tarefas são excelentes aliados no combate ao stresse. As pessoas devem planear metas e resultados de forma realista, estabelecer prioridades, dividir projetos em grandes passos, desistir do perfecionismo, abandonar o controlo obsessivo e fazer pausas regulares”, reforça Júlia Machado.

De acordo com a especialista, é igualmente importante saber treinar/dominar as emoções, ou seja, reconhecer quando se está stressado, partilhar os pensamentos e sentimentos com as pessoas mais próximas, respeitar as capacidades e limitações e trabalhar a assertividade e a capacidade de compromisso.

“Não devemos também esquecer a importância de um estilo de vida saudável no combate ao stresse diário. Aspetos como adotar uma alimentação variada e equilibrada, beber água durante todo o dia, reduzir o consumo de café, não fumar, evitar bebidas alcoólicas, praticar exercício físico regularmente, dormir o necessário e com qualidade, relaxar no trabalho e ter atividades de lazer são gestos simples que podem ajudar a reduzir o stresse laboral”, conclui.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.