O médico Mina Chowdhury trabalha no Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido, mas aconselhava os pais das crianças a tratarem os filhos - alegadamente doentes - numa clínica privada da qual era proprietário.

De acordo com o jornal britânico Daily Mail, uma das famílias que caiu na teia do médico conta que a filha foi diagnosticada com um tumor no aparelho digestivo que se revelou falso.

Estes são os sintomas de cancro mais ignorados pelos portugueses
Estes são os sintomas de cancro mais ignorados pelos portugueses
Ver artigo

"Fiquei impressionado com o facto de a minha filha ter cancro. É algo que deve ser tratado de imediato. (...) Quando pedi para a minha filha ser encaminhada para o serviço público, o médico disse que não era a melhor opção", contou em tribunal o pai de uma das vítimas.

"Como acreditei que a minha filha estava mesmo doente, nem sequer questionei", acrescentou.

O médico terá aconselhado os familiares a realizar testes avaliados em cerca de quatro mil euros.

Segundo o Ministério Público britânico, Mina Chowdhury atuou motivado "por questões financeiras".

A clínica do pediatra estaria a enfrentar dificuldades financeiras.

O médico negou todas as acusações em tribunal na terça-feira (17.12)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.