A organização da ModaLisboa já admitiu a possibilidade de a iniciativa decorrer “à porta fechada”, no caso de agravamento da propagação do COVID-19 em Portugal.

Num comunicado, no qual divulga o “plano de contingência perante o COVID-19″, a organização da ModaLisboa refere que “o evento poderá ser realizado à porta fechada no caso de a situação se agravar, com emissão em ‘livestream’ [direto ‘online’] dos desfiles”.  

Questões importantes

Quem não deverá participar em eventos públicos?

Recomenda-se que as seguintes pessoas não participem em eventos públicos, isto é, que não permaneçam em locais muito frequentados e fechados, sem absoluta necessidade:

- Quem está doente;

- Quem, ainda que não tenha sintomas, tenha estado numa área com transmissão comunitária ativa ou que tenha tido contacto com um caso confirmado por COVID-19, nos últimos 14 dias.

Recomenda-se o uso de máscaras?

As máscaras não são recomendadas para a maioria das pessoas, pois há evidencia limitada de que impeçam a propagação da doença. A boa etiqueta respiratória e a higienização das mãos terão um impacto maior.

Emergência

Um doente pode contactar o sistema de saúde, preferencialmente por contato não presencial, através da Linha SNS 24 (808 24 24 24) ou do número de emergência médica nacional (112) ou presencialmente num serviço de saúde.

“Esta decisão será tomada em última instância e em caso de necessidade ou indicação das autoridades locais e nacionais de saúde”, sublinha a organização.

No âmbito da 54ª edição da ModaLisboa, será implementado um conjunto de medidas pré e durante o evento enquanto Plano de Contingência perante o COVID-19, por forma a assegurar as melhores condições de segurança e saúde, tanto para trabalhadores como para visitantes.

Estas medidas incluem:

- Monitorização dos diferentes públicos-alvo, nomeadamente convidados e equipas internacionais, que tenham como país de origem áreas com transmissão comunitária ativa nos último 14 dias;

- Implementação de medidas de rastreio junto dos colaboradores e todos os parceiros em atividade no evento;

- Reforço de medidas de desinfeção em todos os locais do recinto e disponibilização de dispensadores de gel desinfetante;

- Reforço de sinalética e divulgação de informação sobre cuidados e medidas a tomar em caso de sintomas;

- Ponto de informação e posto médico no recinto com presença de enfermeiros e socorristas para rastreio e avaliação de sintomas;

- Preparação de Sala de Isolamento, devidamente equipada, em caso de necessidade;

- Continuada monitorização e avaliação de risco, por parte da organização, com aconselhamento junto das autoridades competentes. O evento poderá ser realizado à porta fechada no caso da situação se agravar, com emissão em livestream dos desfiles. Esta decisão será tomada em última instância e em caso de necessidade ou indicação das autoridades locais e nacionais de saúde.

Quais são os sintomas do novo coronavírus e como pode surgir?

Os sintomas reportados por doentes infetados com o COVID-19 são habitualmente febre, tosse, cansaço e falta de ar.

As complicações como pneumonia e bronquite têm surgido sobretudo em doentes idosos ou com outras doenças crónicas que diminuem o seu sistema imunitário.

Qual é o período de incubação?

O Centro de Prevenção e Controlo das Doenças (CDC) considera que o tempo de incubação do vírus pode durar entre 2 a 14 dias.

Como se transmite?

As formas de transmissão ainda estão em investigação pelas autoridades internacionais. A transmissão de pessoa a pessoa foi confirmada e, geralmente, ocorre após o contacto próximo a um doente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.