A associação de defesa do consumidor de Espanha, a Organização de Consumidores e Utilizadores (OCU), pediu a retirada de dois protetores solares para crianças, por terem um fator de proteção real muito inferior ao anunciado. A notícia é avançada hoje pela agência de notícias EFE, citada pelo jornal El País.

Sabia que a sua casa pode prejudicar-lhe a pele? 13 dicas de um dermatologista
Sabia que a sua casa pode prejudicar-lhe a pele? 13 dicas de um dermatologista
Ver artigo

Em causa estão os produtos Isdin Fotoprotector Pediatrics Transparent Spray SPF 50+ e Babaria Infantil Spray Protector SPF 50+ que oferecem menos proteção do que a prometida: 15 no caso da Isdin e 30 no caso da Babaria.

A OCU fez uma análise comparativa de 17 protetores solares de alta proteção em spray e, em todos os produtos analisados, à exceção destes dois, o fator anunciado correspondia ao fator de proteção real.

A congénere da Associação Defesa do Consumidor (DECO) em Portugal solicitou que ambos os produtos fossem descontinuados e pede aos seus utilizadores que os deixem de utilizar por motivos de segurança.

Além disso, a organização enviou os resultados do seu estudo para a Agência Espanhola de Medicamentos e Produtos de Saúde, o equivalente ao Infarmed em Portugal, para fazer as "verificações necessárias".

Entretanto, a Isdin enviou um comunicado às redações a desmentir os dados da OCU. "As características do produto que se fazem constar na sua rotulagem e nas peças publicitárias que lhe dizem respeito, entre as quais se encontram o fator de proteção Solar UVB (SPF) e a proteção UVA (UVA-PF), correspondem, em absoluto, aos resultados publicados em estudos realizados por entidades certificadas, especializadas, independentes e de grande prestígio", garante a marca espanhola.

"As afirmações que aparecem na rotulagem do produto são confirmadas por estudos independentes realizados por entidades certificadas e prestigiadas", acrescenta aquela farmacêutica com sede em Barcelona.

Estes são os sintomas de cancro mais ignorados pelos portugueses
Estes são os sintomas de cancro mais ignorados pelos portugueses
Ver artigo

Em Portugal

A DECO testou também os dois produtos e encontrou inicialmente desconformidades em relação ao fator de proteção, motivo pelo qual repetiu o teste no caso do Isdin, para o qual ainda não tem resultados. No caso do Babaria, como associação não encontrou à venda em Portugal, não foi possível repetir o teste.

Fonte da DECO explicou que os produtos para teste são comprados "em economia de escala", entre todas as organizações congéneres, para poderem testar e apresentar resultados idênticos, exatamente dos mesmos produtos. Por isso, o primeiro teste ao Babaria foi feito também pela defesa do consumidor portuguesa, que depois não o conseguiu repetir pois não encontrou o protetor à venda em Portugal. O protetor da bavaria testado inicialmente estava à venda em Espanha.

Rita Rodrigues, da Deco, explicou que "quando foram encontradas as desconformidades no protetor da Isdin, a DECO contactou a marca, que apresentou resultados diferentes, motivo pelo qual foi feito um novo teste". "Ainda não há resultado final", disse a responsável, lembrando que pode tratar-se de uma desconformidade num determinado lote.

O protetor da Isdin testado inicialmente tinha sido comprado em Espanha. Apesar disso, segundo a DECO, os resultados foram comunicados esta semana ao Infarmed.

De acordo com a organização espanhola, o creme Garnier Delial Sensitive Advanced Antiarena Bruma obteve a melhor pontuação na sua análise, enquanto o Cien Sun Spray Solar Infantil mostrou-se o melhor na relação qualidade-preço. A OCU insiste que não é necessário comprar os produtos mais caros para proteção adequada e lembrou que os cremes solares devem ser aplicados a cada duas horas de forma generosa.

Notícia atualizada às 1oh30 de 31 de maio de 2019 com o comunicado da marca Isdin.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.