Foram roubados dois aparelhos de endoscopia, dois sistemas de gravação de imagem e uma sonda transexofágica. "Estamos a falar de um valor que ronda os 48 mil euros", diz Margarida Ornelas, presidente do Conselho de Administração do IPO de Coimbra.

A notícia é avançada hoje pela RTP. O furto de equipamento terá ocorrido na semana passada nos serviços de otorrino e cardiologia.

Estes são os sintomas de cancro mais ignorados pelos portugueses
Estes são os sintomas de cancro mais ignorados pelos portugueses
Ver artigo

A PSP de Coimbra recebeu uma chamada de alerta no dia 7 de novembro. Segundo as autoridades, o roubo do material médico poderá ter ocorrido durante a noite.

A ministra da Saúde, Marta Temido, já se pronunciou sobre o caso. "Em termos de procedimentos de segurança e vigilância, o IPO de Coimbra obedece a um conjunto específico de procedimentos", esclareceu.

"Há aqui, provavelmente, uma intervenção criminosa que ultrapassa aquilo que nós podemos explicar e teremos que aguardar a investigação", acrescentou, admitindo ainda que há redes a operar no roubo de equipamento médico em Portugal e que este já não é o primeiro caso no SNS.

O hospital garante que nunca esteve em causa a saúde dos utentes, porque todo o material foi reposto. "O equipamento já foi substituído", disse Margarida Ornelas.

O IPO de Coimbra abriu um inquérito interno ao caso.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.