A Medtronic, fabricante das bombas de insulina, identificou vulnerabilidades na cibersegurança relacionadas das bombas de insulina MiniMed Paradigm Series e MiniMed 508, pois podem ser alvo de hacking.

Bombas de insulina: que vantagens?

- Permite um melhor controlo da diabetes e uma maior flexibilidade na vida de um utente com diabetes.

- Permite ter uma segurança de limite máximo de insulina injetada, algo que não é possível com as atuais canetas que podem levar a hipoglicemias graves ou mesmo até à morte.

- Permite menos injeções no corpo, das atuais 6 a 10 injeções com canetas, seria apenas necessária a inserção de um cateter de 3 em 3 dias.

Entre outras.

"Uma pessoa não autorizada, com conhecimentos técnicos especializados e com o equipamento adequado, pode potencialmente enviar sinais de radiofrequência (RF) para uma bomba de insulina que se encontre próxima conseguindo alterar as definições e assim controlar a administração de insulina", informa o Infarmed.

"Esta situação pode levar a hipoglicemia (se for fornecida insulina em excesso) ou hiperglicemia e cetoacidose diabética (se não for fornecida insulina suficiente)", alerta a autoridade do medicamento.

Os Dispositivos de Perfusão Subcutânea Contínua de Insulina (PSCI), vulgo bombas de insulina, permitem um melhor controlo da diabetes e uma maior flexibilidade na vida de um utente com diabetes.

Na sequência do alerta, a fabricante Medtronic decidiu emitir um aviso de segurança para os utilizadores destas bombas com as seguintes recomendações:

  • Manterem sempre a bomba de Insulina e os dispositivos que se ligam à bomba sob o seu controlo;
  • Não partilharem o número de série da sua bomba;
  • Estarem atentos às notificações, alarmes e alertas da sua bomba;
  • Cancelarem de imediato quaisquer bolus não pretendidos;
  • Monitorizarem regularmente os seus níveis de glicose no sangue e tomarem as medidas adequadas;
  • Não ligarem a bomba a dispositivos de terceiros nem utilizarem qualquer software não autorizado pela Medtronic;
  • Retirarem o seu dispositivo CareLinkTM USB do seu computador, quando não estiver a ser utilizado para fazer o download de dados da sua bomba;
  • Procurarem de imediato a ajuda de um médico se sentirem sintomas de hipoglicemia grave ou cetoacidose diabética, ou se suspeitarem que as definições da sua bomba ou o fornecimento de insulina se alteraram inesperadamente.

O Infarmed informa ainda em comunicado que "quaisquer incidentes ou outros problemas relacionados com estes dispositivos médicos devem ser notificados à Unidade de Vigilância de Produtos de Saúde do Infarmed através dos contactos: tel.: +351 21 798 71 45; fax: +351 21 111 7559; e-mail: dvps@infarmed.pt".

Estes são os 7 mitos que mais se contam sobre a diabetes
Estes são os 7 mitos que mais se contam sobre a diabetes
Ver artigo

Em Portugal, a diabetes atinge mais de um milhão de pessoas, sendo que a este número acresce mais de dois milhões de pré-diabéticos.

A diabetes, nas suas diferentes tipologias, é uma doença crónica que afeta milhões de pessoas durante toda a vida, que obriga diariamente os doentes a um controlo apertado dos valores de açúcar no sangue e, no caso da Diabetes Tipo 1, a várias injeções diárias de insulina e a picar os dedos várias vezes por dia para medir os níveis de glicemia no sangue.

A diabetes tipo 1 não escolhe idades, podendo ser diagnosticada tanto em crianças com em adultos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.