A informação é avançada no comunicado de hoje da Autoridade de Saúde Regional, que adianta ainda que foram registadas duas recuperações na ilha de São Miguel, de dois homens, um de 28 anos e outro de 48, elevando para 240 o número de casos recuperados no arquipélago.

Quanto aos novos casos diagnosticados, na ilha de São Miguel referem-se a uma mulher de 20 anos e a dois homens de 24 e 47 anos, “provenientes de ligação aérea com território continental português, não residentes na região" e que "realizaram teste de despiste ao SARS-CoV-2 à chegada com resultado positivo”.

Na ilha Terceira, foram detetados dois casos positivos relativos a dois homens, um deles de 44 anos, “proveniente de ligação aérea com território continental português, não residente na região, que realizou teste de despiste ao SARS-CoV-2 à chegada com resultado positivo”.

No caso do segundo doente diagnosticado na Terceira, um homem de 47 anos, é residente no arquipélago, "apresenta condição clínica estável” e “está internado no Hospital de Santo Espírito”, naquela ilha, indica a Autoridade de Saúde, acrescentando que "a investigação epidemiológica deste caso já permitiu aferir a existência de contacto com um caso positivo identificado após a sua saída da região".

A Autoridade de Saúde Concelhia já despoletou "os procedimentos para identificação, testagem e vigilância de contactos próximos, inclusivamente num estabelecimento de ensino de Angra do Heroísmo", explica o boletim.

Nas últimas 24 horas, foi ainda diagnosticado um caso na ilha do Faial, tratando-se de uma mulher de 42 anos, "proveniente de ligação aérea com território continental português, não residente na região", que "apresentou teste de despiste ao SARS-CoV-2 realizado antes do embarque com resultado negativo e cujo teste efetuado após o sexto dia produziu resultado positivo".

A entidade explica ainda que uma mulher de 28 anos cujo caso foi reportado no sábado passado, na ilha de São Miguel, "apresentou documentação comprovativa de infeção e posterior recuperação”, pelo que já não é considerada um caso ativo no arquipélago. O mesmo se verificou com dois casos na ilha Terceira, correspondentes a uma mulher de 27 anos e um homem de 31 anos, "provenientes de ligação aérea com território continental português, que apresentaram documentação comprovativa de infeção e posterior recuperação”.

Até ao momento, foram detetados nos Açores 402 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença covid-19.

Há atualmente 86 casos positivos ativos, dos quais 66 em São Miguel, 10 na Terceira, um na Graciosa, quatro no Pico, três no Faial, um em Santa Maria e um na ilha das Flores.

Desde o começo da pandemia morreram 16 pessoas na região com covid-19, todas em São Miguel.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,2 milhões de mortos e mais de 46,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.590 pessoas dos 146.847 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.