Entre os infetados, 14 foram detetados fora da região da Jutlândia do Norte, onde o Governo dinamarquês anunciou na quinta-feira a imposição de restrições de movimento e depois de decidir abater cerca de 17 milhões de visons.

A primeira-ministra dinamarquesa, Mette Frederiksen, disse, num comunicado, que os cidadãos daquela região não poderão deixar os seus municípios nas próximas quatro semanas.

Além disso, durante esse período, a indústria hoteleira da região estará encerrada e todos os eventos culturais e desportivos serão suspensos. As escolas permanecerão abertas.

“A infeção entre as quintas de visons está a aumentar em número e extensão geográfica, sem que medidas preventivas tenham funcionado”, admitiu o Statens Serum Institut.

“Novas variantes do novo coronavírus foram encontradas em visons, mostrando sensibilidade reduzida aos anticorpos de várias pessoas com histórico de infeção. Isso é sério, pois pode significar que uma futura vacina de covid-19 será menos eficaz contra a infeção para essas variantes", alertou o instituto dinamarquês.

O Instituto acrescentou que as infeções foram detetadas entre as pessoas que trabalham em quintas de visons, mas também entre a população local.

O instituto acrescenta que cinco variantes do SARS-CoV-2 foram detetadas em visons e que uma delas "exibe menos suscetibilidade a anticorpos de vários indivíduos com infeções anteriores em relação ao vírus não mutado".

Esta variante, afirma o Statens Serum Institut, foi encontrada em cinco quintas de visons e em doze amostras de infeções humanas nos meses de agosto e setembro.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta quinta-feira que está em contacto com as autoridades dinamarquesas para se manter a par dos acontecimentos.

Por sua vez, o Ministério da Agricultura sueco confirmou, também nesta quinta-feira, um surto do novo coronavírus em visons na região de Blekinge (sul) que atinge dez quintas.

Depois de tomar conhecimento da situação na Dinamarca, o Governo britânico anunciou que retirou a Dinamarca da sua lista de corredores aéreos seguros.

Os viajantes procedentes da Dinamarca serão obrigados a ficar em quarentena de 14 dias na sua chegada ao Reino Unido.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,2 milhões de mortos em mais de 48,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Coronavírus: como passou de animais para humanos?

Reforce o seu sistema imunitário com estes 12 alimentos

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.