Presidente francês diz que 11 de maio vai marcar o início de uma nova fase, com a abertura progressiva de creches e escolas, mas até lá Emmanuel Macron mantém França em confinamento obrigatório.

"Temos de continuar os nossos esforços e aplicar as regras. Quanto mais elas forem respeitadas, mais vidas vamos salvar. É por isso que o confinamento vai continuar até 11 de maio", disse o Presidente francês numa comunicação ao país.

Macron reconheceu também algumas ineficiências no combate a propagação e no tratamento da doença “como acontece em todos os países”.

A medida de isolamento obrigatório foi introduzida no país a 16 de março depois de uma escalada de casos confirmados e mortes por COVID-19.

Quase 15 mil mortos e 100 mil casos

A França registou mais 335 mortos em meio hospitalar e 239 nos lares nas últimas 24 horas devido à pandemia causada pelo vírus SARS-CoV-2, somando 14.967 mortos desde 01 de março de 2020, segundo os dados oficiais hoje divulgados.

Os números foram divulgados através de comunicado e dão conta de um total de mortos de 9.588 em meio hospitalar. Nos lares registaram-se, até agora, desde o início da pandemia, 5.379 óbitos.

Há 32.113 pessoas hospitalizadas em França devido à COVID-19 e 6.821 destes pacientes estão nos cuidados intensivos.

França registou até agora 98.076 casos de contágios pelo novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19.

Hoje ainda, cerca das 20:00 de Paris (19h00 de Lisboa), Emmanuel Macron, Presidente francês, vai falar ao país sobre a continuação da quarentena e outras medidas de luta para conter a pandemia.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da COVID-19, já provocou mais de 114 mil mortos e infetou mais de 1,8 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Dos casos de infeção, quase 400 mil são considerados curados.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registam-se 535 mortos, mais 31 do que no domingo (+6,2%), e 16.934 casos de infeção confirmados, o que representa um aumento de 349 (+2,1%).

Dos infetados, 1.187 estão internados, 188 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 277 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde 19 de março e até ao final do dia 17 de abril.

Como proteger as mãos das lavagens frequentes?

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.