Todos os dias há festa com hora marcada na Praceta do Flamingo, em Alcochete, distrito de Setúbal.

Entre as 19h00 e as 20h45, os vizinhos juntam-se num convívio que respeita o distanciamento social pedido pela Direção-Geral da Saúde: é uma festa, a céu aberto, com música e a partir da varanda de casa de cada um. Só para mostrarem que estão bem e unidos na luta contra a COVID-19.

Na terça-feira, houve um convidado especial: Bernardo, um recém-nascido, chegou pela primeira vez a casa com os pais e foi recebido em festa pelos vizinhos.

As varandas e janelas da Praceta do Flamingo estavam decoradas a rigor: balões, peluches e muita música infantil. A esta festa, nem os bombeiros faltaram.

Alcochete
Praceta do Flamingo, em Alcochete créditos: foto cedida pelos Bombeiros Voluntários de Alcochete

A corporação de Bombeiros Voluntários de Alcochete aderiu, marcando presença na surpresa organizada pelo Facebook, com direito a sirene e aplausos.

O Bernardo nasceu no domingo e é um bebé saudável.

O novo coronavírus responsável pela presente pandemia de COVID-19 foi detetado na China em dezembro de 2019 e já infetou cerca de 3,2 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais mais de 2224.000 morreram. Ainda nesse universo de doentes, quase 890.000 foram já dados como recuperados.

A doença deu origem a uma pandemia que obrigou os governos e autoridades de saúde a pedir às populações para evitarem deslocações desnecessárias.

Em Portugal, onde os primeiros casos confirmados de novo vírus se registaram a 02 de março, o último balanço da Direção-Geral da Saúde (DGS) dá conta de um total de 989 mortos e 25.045 infeções confirmadas.

Em Alcochete há 14 casos confirmados até ao momento.

Veja o vídeo - Transmissão do vírus SARS-CoV-2: porquê manter dois metros de distância?

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.