Portugal tem já 72% da população com a vacinação completa e 80% com pelo menos uma dose de vacina contra a covid-19, indica o relatório semanal da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Segundo o relatório de vacinação, até domingo havia já 7.399.577 pessoas que tinham concluído o respetivo esquema vacinal e 8.264.586 pessoas que tomaram uma dose.

Em comparação com o relatório anterior, divulgado na semana passada, o número de pessoas com a vacinação completa cresceu seis pontos percentuais, ao passo que com a primeira dose esse aumento foi somente de quatro pontos percentuais.

Em Portugal, a campanha de vacinação contra a covid-19 iniciou-se em 27 de dezembro de 2020, sendo administradas atualmente as vacinas de dose única (Janssen) e de dose dupla (Pfizer/BioNTech, Moderna e AstraZeneca).

Em termos etários, a população acima dos 65 anos de idade está praticamente toda vacinada, com 99% a ter apenas a primeira dose e já 97% a registarem a vacinação concluída (que inclui também as pessoas que completaram o esquema vacinal na sequência de infeção prévia). Os mesmos valores repetem-se para os idosos com idade igual ou superior a 80 anos.

Já em relação à população mais jovem, que entrou mais tarde no processo de vacinação, é possível verificar que 19% dos jovens (faixa etária dos 0 aos 17 anos) já foram inoculados com uma dose, sendo que o atual plano prevê desde este mês a administração da vacina a partir dos 12 anos sem restrições. Entre os 18 e os 24 anos, 73% (571.163) iniciaram a vacinação e 39% (306.454) completaram o esquema.

Relativamente à população em idade ativa, entre os 25 e os 49 anos e entre os 50 e os 64, há 87% e 97%, respetivamente, de pessoas com a primeira dose, enquanto a vacinação completa destes grupos etários se traduz em 74% e 91%.

No que toca à distribuição por regiões, as regiões do Alentejo e do Centro são as que continuam com o processo de vacinação mais avançado, ambas com 70% de população com o ciclo vacinal completo, seguindo-se o Norte e a Madeira, com 69%.

Em sentido inverso, as regiões de Lisboa e Vale do Tejo e dos Açores são as que estão mais atrasadas no processo, registando ambas 66% de pessoas que concluíram a vacinação. A DGS ressalva que, no caso dos Açores, os dados "poderão estar subestimados", uma vez que houve um "atraso entre as vacinas administradas e o seu registo".

Quanto à administração de primeiras doses de vacina, são as regiões do Alentejo e do Norte que se encontram mais adiantadas, ao apresentarem ambas 83% de cobertura vacinal.

Portugal recebeu 16,67 milhões de doses de vacinas e distribuiu 14,96 milhões por todo o território.

A DGS esclarece ainda que passou a incluir no relatório de vacinação da covid-19 o valor da população residente publicado recentemente nos Censos 2021, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), como denominador de cobertura vacinal nacional.

No entanto, as restantes métricas de cobertura vacinal apresentadas no relatório utilizam ainda as estimativas de população residente em 2020, devido à falta de desagregação etária.

Por outro lado, a autoridade de saúde refere que, por constrangimentos técnicos, a inclusão dos indivíduos com esquema vacinal completo com anterior infeção pelo vírus SARS-CoV-2 no número de pessoas com vacinação concluída e na respetiva cobertura vacinal não se encontra refletida nos indicadores desagregados por idade e região, assegurando que tal será corrigido no próximo relatório.

A COVID-19 provocou pelo menos 4.439.888 mortes em todo o mundo, entre mais de 212,4 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência de notícias France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.658 pessoas e foram contabilizados 1.022.807 casos de infeção confirmados, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru. Com Lusa

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.