Na sua investigação, usaram dois tipos de células colocadas em pequenos recipientes de silicone para cultivar "sementes de folículos pilosos" e conseguiram cultivar cerca de 5.000 em poucos dias, cem vezes mais do que atualmente se consegue criar em laboratório no mesmo tempo.

Arrancar um cabelo branco faz nascer dois? 10 mitos e verdades sobre o cabelo
Arrancar um cabelo branco faz nascer dois? 10 mitos e verdades sobre o cabelo
Ver artigo

Demorará pelo menos cinco anos antes de começarem testes em humanos, afirmou Junji Fukuda, da universidade de Yokohama, que admite que com este método se consiga cultivar cabelo abundante.

A técnica recorre a uma mistura de polímeros que pode ser encontrada, por exemplo, em batatas fritas do McDonald's.

Queda de cabelo provocada por doenças ou tratamentos

Poderá também ajudar pessoas que perderam o cabelo por causa de doenças ou de quimioterapia, declarou no artigo publicado na revista Biomaterials.

"As clínicas especializadas utilizam frequentemente cabelos da nuca para os plantar nas zonas frontais calvas, mas o problema é que isso não faz aumentar o volume total de cabelo", indicou.

O professor JunjiFukuda, da Universidade Nacional de Yokohama, explica que esta descoberta pode ser muito importante já que a perda de cabelo afeta negativamente milhões de pessoas de todo o mundo. "É uma técnica muito promissora.

O cabelo regenerado tem o ciclo de vida de um cabelo normal. E todos os testes indicam que vai funcionar com células humanas também", garante o cientista.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.