28 de janeiro de 2013 - 14h16
Uma equipa de investigadores descreveu um novo mecanismo que contribui para o desenvolvimento do cancro e explica até 50 por cento das anomalias associadas a alguns tipos de leucemia.
Os cientistas mostraram que o choque entre os mecanismos encarregados de duplicar o ADN e de transferir essa informação para a síntese do ácido ribonucleico (ARN) é a causa de uma proporção muito elevada de anomalias cromossomáticas encontradas em tumores, indica a agência espanhola EFE.
A investigação foi liderada pelo grupo de André Nussenzweig, do Instituto Nacional do Cancro dos Estados Unidos, e contou com a participação do espanhol Óscar Fernández-Capetillo, tendo os resultados sido publicados na versão digital da revista Cell, informa a EFE.
A acumulação de mutações e alterações estruturais nos cromossomas conduzem ao cancro, existindo combinações que favorecem o crescimento da doença.
SAPO Saúde com Lusa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.