O Desfibrilhador Operacional Conectado (DOC) é o único desfibrilhador inteligente com monitorização remota 24 horas por dia, com teleassistência direta com a Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), chamada automática para os serviços de emergência e geolocalização do local exato da vítima.

O DOC é uma inovação em Portugal que integra um cartão SIM que se conecta automaticamente com um operacional treinado da CVP que ajuda o interlocutor durante todo o processo.

10 alimentos que fazem disparar a tensão arterial
10 alimentos que fazem disparar a tensão arterial
Ver artigo

Em Portugal, morrem cerca de 10.000 pessoas anualmente por paragem cardiorrespiratória, aponta a Sociedade Portuguesa de Cardiologia, e apenas 3% das vítimas sobrevive. Muitas dessas vidas poderiam ser salvas com o uso de um desfibrilhador, daí que o Governo tenha publicado o Decreto-Lei nº 184/2012, de 8 de agosto, que passa a obrigar zonas onde, pela elevada concentração de pessoas, a ocorrência de casos de Paragem Cardiorrespiratória (PCR) é mais provável.

Que aparelho novo é este?

O Desfibrilhador Operacional Conectado, tal como o nome indica é um desfibrilhador que, ao contrário de todos os outros, tem um módulo de comunicação incluído no próprio equipamento, capaz de realizar uma monitorização 24 horas por dia, com ligação direta a um operacional treinado para a Cruz Vermelha Portuguesa, e com a capacidade de envio das coordenadas do local da vítima aos serviços de socorro.

A finalidade de um Desfibrilhador é reverter arritmias graves como a taquicardia e a fibrilhação ventricular, vulgarmente descritas como paragens cardíacas.

Chegou a Portugal um desfibrilhador inteligente que vai salvar vidas
créditos: DOC

Como funciona?

O desfibrilhador inteligente DOC é colocado dentro de uma vitrine de proteção com alarme incorporado e corretamente sinalizado para o efeito. O equipamento realiza uma monitorização 24 horas por dia, para garantir que o desfibrilhador está operacional numa eventual necessidade. A monitorização é capaz de detetar, entre outros fatores, o estado de bateria do equipamento, o sinal de rede, e todos os aspetos técnicos do mesmo.

Como lança o alerta? Como funciona essa gestão?

10 mentiras (em que acreditou) sobre a hipertensão
10 mentiras (em que acreditou) sobre a hipertensão
Ver artigo

O DOC aciona a chamada de emergência para o Operacional da Cruz Vermelha quando é detetado movimento no desfibrilhador. Na chamada efetuada pelo operacional treinado, tem como primeiro objetivo verificar que se trata de um caso real de emergência. Depois deste rápido despiste, o operacional treinado ajuda a tranquilizar e relembra algumas dicas aprendidas na formação de SBV/DAE ao utilizador. Logo de seguida, o operacional treinado chama os serviços de emergência, enviando as coordenadas exatas do local onde se encontra a vítima. Toda esta gestão, é realizada através do algoritmo predefinido para o efeito na nossa plataforma partilhada com a Cruz Vermelha Portuguesa.

Quais as vantagens face ao aparelho tradicional?

As vantagens do Desfibrilhador DOC em relação aos desfibrilhadores convencionais são muitas e evidentes, sendo a mais importante o facto de conseguirmos reduzir substancialmente o tempo perdido entre a identificação de uma vítima de paragem cardíaca até à chegada dos serviços de emergência.

Com a tecnologia DOC ganha-se tempo na realização da chamada para o 112, o utilizador não fica tão nervoso, e o aspeto mais importante, saber informar corretamente os serviços de emergência do local exato da vítima é agora feito de forma precisa e automática, através do sistema GPS inserido no DOC.

Onde já está disponível?

Faculdade de Desporto de Rio Maior, Federação Portuguesa de Badminton, Amoreiras Plaza, Tivoli Fórum, Agrupamento de Escolas de Elvas, Santa Casa da Misericórdia da Guarda, Junta da Freguesia de Figueiró da Granja, S.C.M. Seia, Juventude Desportiva do Lis, Agrupamento de escolas da Chamusca, Casa repouso dos Motoristas, Cong. Das religiosas Amor de Deus, Assoc. Humanitária Bombeiros de Camarate, Colégio Anjos do Saber, Turismovel - Sociedade de Turismo do Algarve, S.C.M. Vila Velha de Rodão, Casa do Povo de Vilarandelo, Associação Mutualista covilhanense, S.C.M. Pinhel, Associação de solidariedade do alto do Paiva (já houve um salvamento aqui), APPACDM Covilhã, C.S.P Padre Ângelo Ferreira Pinto, Lar Via Sol, Hotel Vasco da Gama, S.C. Gondomar, Cracks Club de Lamego, Junta Freguesia de Cepões.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.