A bebé iraniana que estava à espera de uma cirurgia urgente ao coração chegou finalmente a um hospital de Portland, no estado de Oregon, após ter sido  impedida de entrar nos Estados Unidos devido ao decreto anti-imigração de Donald Trump.

Fatemeh Reshad, de 4 meses, deu entrada na terça-feira (07/02) num hospital de Portland, cidade escolhida pelos pais da pequena bebé que têm familiares na região.

Os médicos iranianos tinham advertido os pais de Fatemeh Reshad para a necessidade do procedimento ser realizado com urgência, sob pena da sobrevivência da bebé ficar em risco.

A família demorou várias semanas a preparar a documentação para requerer os vistos por razões médicas e viajou para o Dubai para uma entrevista na embaixada dos Estados Unidos em janeiro. O encontro foi, no entanto, cancelado na sequência da ordem executiva de Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que impedia a entrada de cidadãos de sete países muçulmanos em território norte-americano.

Um juiz federal de Seattle decretou a suspensão temporária da ordem de Trump e no domingo a decisão confirmada por um tribunal de recurso que rejeitou o pedido da nova administração em Washington.

A família e a bebé puderam, finalmente, viajar para os Estados Unidos onde a criança vai agora receber tratamento médico.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.