Curto, pingado, abatanado, sem final, garoto, cheio, o café para o português não se resume a uns quantos mililitros de bebida estimulante dentro de uma chávena. Há quem veja nesta diversificação uma propensão nacional para complicar. Há quem olhe para o copo meio cheio, e encare como mais uma expressão da veia criativa portuguesa. Seja o leitor seguidor de uma ou outra opinião, a realidade é que gosta de café. Não todos aqueles que leem estas linhas, claro. Mas um número considerável. E, entre os apaixonados desta bebida que conquista públicos há milénios, temos os que não passam sem o seu café cheio. Traduzindo para mililitros, qualquer coisa como 65 mililitros. Por comparação um café ristretto (curto) anda nos 25 ml, um expresso nos 40 ml e um lungo, nos 110 mililitros.

Na peugada deste café cheio andou a Nespresso que, depois de investigar os hábitos nacionais, lança o seu Expresso XL. Um formato grande para um café que enche até quase ao limite superior da chávena. No fundo a marca, nascida em 1986 e presente em 64 países, converte os seus Grand Cru, da gama Lungo, nesta nova sugestão de degustação.

A Nespresso junta, ainda, um novo membro a uma família que passa a contar com 24 referências (seis na gama Lungo). O Envivo é um café intenso, nove numa escala que chega aos 12 na gama Nespresso. “Poderoso” como é descrito na informação que acompanha o lançamento do produto. Dentro de cada cápsula vamos encontrar um blend que casa duas origens. Este Envivo vai buscar à Índia, sexto produtor mundial de café, o grão Arábica e junta-o ao grão Robusta, torrado separadamente, proveniente do México, nono produtor mundial de café. Uma união em diferentes proporções, dado ganhar o Robusta na quantidade, o mesmo é dizer apresentando um teor mais elevado de cafeina.

Um Expresso XL para quem não está para meias bebidas

Na prática temos um café que cai bem à mesa do pequeno-almoço. E, já agora, porque não aproveitar o estímulo matinal e lançar-se numa prova doméstica (sem adição de açúcar) para perceber que bebida tem entre mãos? Tal como nos vinhos, olhamos, cheiramos e provamos um café. Neste caso, o Envivo apresenta-nos uma cor de creme média. Passando ao elemento olfato, vamos encontrar uma firmes notas amadeiradas. Mais subtis, as notas a caramelo. Não se preocupe se não as identificar. Nem todos nascemos com os dons dos provadores de café. Nesta bebida podemos encontrar até 600 aromas diferentes, entre eles, cítrico, frutado, bagas, mel, tostado, cacau, torrado, tabaco.

Finalmente a análise sensitiva. Vamos por itens e em cada um atribuímos estrelas. Amargo: quatro estrelas em cinco. Torrefação: quatro estrelas em cinco. Corpo: quatro estrelas em cinco. Acidez: Uma estrela em cinco. Tudo junto concorre para o café com nota nove na intensidade.

O novo Envivo está à venda nas boutiques Nespresso e no site da empresa. A embalagem com dez cápsulas fica nos 3,95 euros.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.