O chefe pasteleiro Francisco Gomes e a equipa da confeitaria A Colonial, em Barcelos, selecionaram o vinho Alvarinho Muros de Melgaço para deitaram “mãos à massa”. O resultado é o Bolo-rei de Alvarinho, edição limitada, disponível na confeitaria (Rua Bom Jesus da Cruz, n.º 9) e no Club del Gourmet El Corte Inglés de Vila Nova de Gaia, a 16 euros o quilo. De acordo com a equipa da confeitaria, "é possível a entrega mediante consulta e encomenda prévia".

O Bolo-rei de Alvarinho é produzido com a massa tradicional, sendo acrescentada a amêndoa. A cobertura conta com um crumble. Já na decoração, encontramos um cacho de uvas confecionado com pasta cigarrete. O recheio apresenta uma geleia de Alvarinho, obtida a partir do vinho já referido, envolvida numa mousse de chocolate branco Ivoire, da Valrhona.

Refira-se que anualmente a confeitaria A Colonial cria um bolo-rei diferente. Entre as criações contam-se os bolos-rei de rosas, de laranja e chocolate, de cenoura, de abóbora e nozes, de dióspiro, de caramelo salgado.

Anselmo Mendes, produtor e enólogo com 32 vindimas no currículo, é considerado o “Senhor Alvarinho”. Foi ele que aceitou o desafio de “levar” o seu vinho para o bolo-rei: “quando provei senti acidez, frescura, citrinos, flor de laranjeira, notas de lúcia-lima, gengibre”

Na confeção do Bolo-Rei de Alvarinho foi usado o Muros de Melgaço 2018, DOC Vinho Verde, 100% Alvarinho, que fermenta e estagia em barricas de carvalho francês durante seis meses. Néctar que tem um preço de venda recomendado de 14 euros.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.