As nossas escolhas diárias no que diz respeito à alimentação não têm apenas um impacto direto na nossa saúde e no bem-estar animal. O ecossistema é também fortemente afetado com a indústria alimentar.

Segundo um relatório da FAO (Agência para a Alimentação e Agricultura das Nações Unidas), a indústria pecuária é a que mais contribui para o flagelo do aquecimento global, sendo responsável por 18% das emissões dos gases causadores de efeito de estufa, percentagem esta superior a todo o setor dos transportes (13,5%). O relatório afirma ainda que a atividade pecuária é também uma das principais causas da degradação dos solos e do esgotamento dos recursos hídricos.

7 benefícios na sua saúde de uma alimentação vegan
7 benefícios na sua saúde de uma alimentação vegan
Ver artigo

Tendo isto em mente, reduzir ou eliminar o consumo de alimentos de origem animal da sua dieta é das melhores ações ambientais que pode fazer!

Uma alimentação de base vegetal gasta muito menos recursos naturais comparativamente a uma alimentação à base de produtos de origem animal. Por exemplo, grande parte da produção intensiva, e muitas vezes manipulada, de cereais (como o trigo, a soja e o milho) existe para alimentar o gado da indústria pecuária. A agropecuária industrial contribui também para a perda da biodiversidade, desflorestação, desertificação e contaminação dos solos.

A criação de animais para consumo humano, para além de dispendiosa, é ineficiente e comporta gastos excessivos de recursos.

Para produzir 1 kg de carne de vaca são necessários 7 kg de cereais e 15.000 litros de água. Para a produção de 1 kg de cereais são gastos apenas 1.300 litros de água.

Para dar um exemplo, para produzir 1 kg de carne de vaca são necessários 7 kg de cereais e 15.000 litros de água. Para a produção de 1 kg de cereais são gastos apenas 1.300 litros de água. A terra e água necessárias para produzir 1 kg de carne são suficientes para 200 kg de tomates ou 160 kg de batatas.

Saúde, bem-estar animal e ambiente. "Porque decidi adotar um estilo de vida vegan?"
Saúde, bem-estar animal e ambiente. "Porque decidi adotar um estilo de vida vegan?"
Ver artigo

Se não abdica do peixe, fique a saber que a pesca excessiva está também a levar à extinção de várias espécies marinhas, e prevê-se que, a continuar ao ritmo dos últimos anos, levará à extinção em massa de todas as espécies mais comerciais em 2050.

Uma dieta de base vegetal é a solução!

Uma alimentação de base vegetal, local, sazonal e biológica é a escolha mais sustentável e consciente que podemos fazer, não só para cuidar de nós, mas principalmente para cuidar da nossa casa comum. Enquanto consumidores, temos o poder de contribuir para a mudança através daquilo que decidimos colocar no nosso prato.

Agricultura sustentável

A melhor forma de diminuir a sua pegada ecológica é reduzir ou eliminar o consumo de animais da dieta. Por outro lado, deve aumentar o consumo de produtos de origem vegetal como as frutas, os vegetais, as leguminosas, os cereais integrais e as oleaginosas (frutos secos e sementes). E aqui entra o conceito de agricultura sustentável:

  1. O produto é local

Comprar localmente (produtos nacionais, de produtores locais) é mais sustentável para o ambiente do que comprar produtos vindos do estrangeiro. Mesmo que o preço do alimento seja inferior, não nos podemos esquecer de contemplar o impacto no meio-ambiente do transporte aéreo ou marinho, por exemplo. Para além disso, desta forma apoiamos a economia nacional e os pequenos produtores.

Alimentação: A dieta que pode ajudar a salvar o planeta
  1. O produto é de época (sazonal)

Respeitar a sazonalidade é respeitar o meio ambiente. Apesar de a grande maioria dos alimentos estar disponível todo o ano nas superfícies comerciais, todos os alimentos possuem um período específico de colheita, a que chamamos de sazonalidade. Os alimentos sazonais são produzidos em bases mais sustentáveis pois seguem o seu ciclo de vida natural, o que significa que não necessitam de tanta intervenção externa durante a sua produção. Para além disso, são mais biodisponíveis em termos de nutrientes e geralmente mais económicos.

Alimentação: A dieta que pode ajudar a salvar o planeta
  1. Dê preferência a produtos de agricultura biológica

A agricultura biológica é de forma geral mais sustentável e ecológica, desde que realizada através de processos que não sejam nocivos para o ambiente e sempre que possível com recursos renováveis. Os princípios básicos da agricultura biológica passam pelo respeito pelo ciclo de vida do alimento e pela diminuição do impacto do homem sobre o ambiente e o sistema agrícola.

Por último, deixo-lhe a sugestão de uma receita que sintetiza, na alimentação, aquilo que acabo de expressar. Um delicioso Hambúrguer de grão, cenoura e coentros.

Para aceder à receita basta clicar na imagem.

Hambúrguer de grão, cenoura e coentros

Filipa Range

Veja mais em A Cozinha Verde.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.