Sabia que o pêssego é originário da China e foi trazido para a Europa através da Pérsia, atual Irão? Antigamente era mesmo conhecido como a “Maçã da Pérsia”.

Típico do verão, vemos várias espécies de pêssego, do careca, às nectarinas, ao paraguaio, ao amarelo ou vermelho. Todos são saborosos e bastante doces, quando consumidos maduros. Para além de saborosos, os pêssegos têm vários benefícios quando consumidos na sua época alta. Vejamos...

Boa fonte de vitaminas: o pêssego é uma das frutas mais ricas em vitamina A, contendo também importantes quantidades de vitamina C e B. É também uma boa fonte de ferro, potássio, fósforo e magnésio. Já as nectarinas, fornecem o dobro de vitamina A, e ligeiramente mais vitamina C, além de serem uma fonte mais rica de potássio.

pêssego
créditos: Steve Buissinne/Pixabay

Esta fruta tem também uma boa presença de fibra, o que é excelente para os intestinos. No entanto, o consumo de pêssego ajuda também nos problemas de estômago, condição em que se deve consumir cozido ou em puré.

O pêssego também tem uma função hidratante, reparadora e calmante da pele - pela presença de vitamina A e C. Podemos usar uma pasta de pêssego como máscara para nutrir e equilibrar a pele do rosto, por exemplo. A expressão pele de pêssego faz-lhe mais sentido agora?

Para além do referido, o pêssego pode ser aproveitado na sua totalidade. Sabia que todas as componentes do pessegueiro podem ser utilizadas, desde as folhas às sementes do fruto? A infusão das folhas e sementes de pêssego tem um efeito calmante enquanto as flores de pessegueiro podem ser usadas como laxante suave ou para ajudar a eliminar lombrigas.

Existem muitas formas de comer pêssego para além da fruta fresca - que é das minhas favoritas! Saladas, tartes, caldas, cremes ou recheios são apenas algumas ideias para utilizar este fruto tão doce e saboroso.

Deixo-lhe duas sugestões bem saborosas:

Tarte de pêssego

Cheia de sabor e suavidade, adoro esta Tarte de pêssego. Não tem glúten, açúcar refinado ou alimentos de origem animal.

A base da tarte é feita com trigo sarraceno e a sobremesa é apenas adoçada com o açúcar já presente na fruta, a frutose. Estas tartes tiram total partido do açúcar presente na maçã (usei concentrado de maçã) e do doce dos pêssegos bem maduros. São uma opção de sobremesa super equilibrada, sem retirar o sabor autêntico dos alimentos. Gosto bastante!

Pode usar a receita do recheio como base e adicionar outros sabores ou frutas que goste, por exemplo. Dica extra: pode fazer apenas o recheio e servir como leite de creme de pêssego :)

5 boas razões para termos no pepino um amigo (para além de combater olheiras). E ainda duas saborosas receitas
créditos: Green Smiles

Salada de quinoa e pêssego

Esta salada de Salada de quinoa e pêssego é deliciosa! O pêssego dá um sabor doce, que contrasta na perfeição com a beterraba. Sugiro beterraba, cenoura, feijão verde, aipo e amêndoas como complemento, mas na verdade podes adaptar aos legumes que tiveres disponíveis. Espargos também ficam lindamente.

Muito rápida de preparar, esta refeição é completa, nutritiva e saborosa. Dá-nos todos os nutrientes necessários, para além de ser fácil de transportar e levar na marmita, por exemplo.

A  quinoa é um cereal muito completo, é uma verdadeira proteína completa – tem os nove aminoácidos necessários. Adoro quinoa, pois é muito versátil e rápida de confeccionar (não é preciso demolhar, coze em 15 minutos e dá tanto para saladas, como acompanhamentos mais elaborados (ou mesmo sobremesas!).

salada de quinoa e pêssego
créditos: Green Smiles

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.