Muito em voga nas últimas estações, o contouring consiste na utilização de produtos de maquilhagem para criar efeitos de sombra que escondem imperfeições e/ou realçam os aspetos mais positivos do rosto. Nos últimos meses, em Portugal e no estrangeiro, foram muitas as celebridades a aderir à técnica, que se tem vindo a democratizar, para desespero de Bobbi Brown, uma das empresárias de cosmética mais famosas dos Estados Unidos da América.

«Quando vejo o contouring na cara das pessoas, parece que têm o rosto sujo», disse a executiva a um jornal norte-americano, condenando a prática, alvo de lançamentos exclusivos por parte das principais marcas. «Enquanto especialista de beleza, acredito na beleza individual e [o contouring] não é a minha estética. Não precisamos de fazer contouring como as Kardashians», criticou a empresária, defensora de um rosto «natural, saudável e fresco».

«Esta tendência é muito errada porque diz às mulheres que há algo de errado com a sua cara», aponta ainda Bobbi Brown. «Existe beleza numa cara mais cheia. Por isso, não gosto de pintar uma maçã do rosto numa face onde ela não existe», confessa a empresária, que sugere a coloração dessa área com um toque avermelhado ou com um creme hidratante que confirma um toque de brilho subtil à epiderme.

As críticas da empreendedora não se ficam, contudo, pelo contouring. «Nem todos nascemos com os lábios da Angelina Jolie», sublinha a especialista, criticando também a utilização de substâncias injetáveis na boca para aumentar o volume labial, um procedimento muito em voga em várias partes do mundo, incluindo Portugal. «Quem disse que uns lábios pequenos não podem ser lindos?», questiona mesmo na mesma entrevista.

Texto: Luis Batista Gonçalves

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.