Sonha com um peito volumoso, bem projetado, que esteja no sítio e que não se note que tenha sido alvo de uma intervenção ciúrgica? Gostaria então, talvez, de ter o peito da atriz e modelo Elizabeth Hurley! Mário Jorge Freire-Santos, cirurgião plástico, dá-lhe alguns conselhos para evitar a queda livre, muito evidente a partir dos 35 anos, sobretudo em mulheres que amamentaram. A sugestão é optar por um aumento mamário com implantes ou Macroplane.

O aumento com implantes realiza-se mediante a introdução de próteses de silicone no peito. «Existem vários tipos de próteses, sendo que a camada externa é sempre de silicone, podendo, em alguns casos, ser revestida com uma camada de poliuretano», explica o especialista. Os melhores são os de gel coesivo (que mantém a forma do implante independentemente de terem ou não cápsula externa).

«As vias de acesso à mama são variáveis. Esse pode ocorrer por via axilar, submamária, periareolar e, menos frequentemente, umbilical e abdominal», acrescenta ainda. Se o peito está caído e existe distensão muscular é necessário levantar o peito com uma mastopexia (cirurgia de elevação do peito). De um modo geral, isso acontece sempre que o mamilo esteja abaixo do nível do sulco mamário.

O Macrolane, disponível desde 2008, é um gel de ácido hialurónico que permite aumentar, rejuvenescer ou remodelar o peito sem cirurgia. É ideal e especialmente recomendado para seios que se esvaziaram após uma gravidez ou perda de peso.

Prós e contras do recurso a este tipo de técnicas

O maior problema dos implantes é acertar no tamanho forma ideal. Quanto maiores e mais redondos pior o resultado. A contratura capsular (ocorre quando a cicatriz ou cápsula à volta do implante começa a contrair-se) depende geneticamente de cada paciente. O Macrolane é um procedimento pouco invasivo (não requer cortes e não deixa cicatrizes) e oferece resultados quase imediatos, mas só permite aumentos ligeiros, e o efeito perde-se após cerca de um ano e meio.

Um aumento mamário com implantes custa, em média, entre 5.000 € e 6.000 €, variando esse valor entre a clínica selecionada e/ou o profissional contratado. O recurso ao Macrolane pode oscilar entre os 3.500 € e os 4.500 €. Para saber mais sobre este tratamento, clique aqui.

Veja na página seguinte: Onde fazer estes tratamentos

Onde fazer estes tratamentos

Estes são alguns dos centros e clínicas que disponibilizam este tipo de procedimentos em Portugal:

Clínica de Todos-os-Santos
Rua Gonçalves Crespo, 39 – Lisboa
Telefone: 213 565 700
Internet: www.todos-os-santos.pt

Centro Cirúrgico de Coimbra
Espanadeira, São Martinho do Bispo – Coimbra
Telefone: 239 802 700
Internet: www.ccci.pt

Clínica Artlaser
Rua da Índia nº 40 – Porto
Telefones: 226 168 181 / 226 177 571
Internet: www.clinicartlaser.com

Uniplástica
Av. dos Descobrimentos,
Ed. Las Vegas – Famalicão
Telefone: 252 377 657
Internet: www.uniplastica.pt

Clínica Luso-Espanhola
Rua da Venezuela, 139 R/C – Porto
Telefones: 226 009 494 / 225 432 321
Internet: www.clinicalusoespanhola.com

Texto: Rita Caetano com Mário Jorge Freire-Santos (cirurgião plástico) e Estée Lauder (fotografia)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.