Gostava de ter um peito maior mas tem receio de recorrer ao bisturi? Para o aumentar sem ter de se submeter a uma cirurgia, pode, entre outras soluções, optar pela injeção de Macrolane , um gel de ácido hialurónico. Trata-se de uma substância de preenchimento reabsorvível, que "não provoca alergias, não é rejeitada e é interpretada pelo organismo como uma substância própria", assegura mesmo o cirurgião plástico Francisco Melo.

Na opinião deste especialista, este método, muito utilizado em diferentes partes do mundo, é "particularmente indicado para aumentos moderados, para restaurar o volume na mama após a amamentação e para corrigir assimetrias", sublinha. O gel de ácido hialurónico introduz-se no organismo através de cânulas. "Este procedimento realiza-se em regime ambulatório sob anestesia local, com ou sem sedação", esclarece Francisco Melo.

Após a aplicação, as pacientes podem retomar a atividade normal no segundo dia mas, durante os primeiros 10 a 15 dias, deverão, todavia, utilizar um sutiã de desporto e, na primeira semana, não fazer esforços físicos. Em termos de resultados, a promessa é grande. "Este procedimento garante um aumento moderado e com um aspeto natural, inclusive ao tacto. A consistência da mama é igual à da mama sem Macrolane", assegura o especialista.

São muitas as mulheres que elegem este método. Tem como vantagem, em relação aos implantes mamários, o facto de ser um procedimento naturalmente reversível. "O resultado dura cerca de um ano e meio, não hipotecando qualquer decisão futura", esclarece o cirurgião. Em relação ao preço, depende do volume de produto necessário e do profissional e/ou da clínica contratada, mas oscila, em média, entre os 3.500 € e os 4.000 €.

Texto: Rita Caetano

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.