Não afeta apenas as peles adolescentes. Na idade adulta, tem vindo a aumentar o número de mulheres que se queixam da acne em idade adulta, como têm alertado publicamente inúmeros dermatologistas, nacionais e internacionais. Apesar de ser mais frequente durante a puberdade, a acne pode aparecer em qualquer idade, resultado de diversos problemas. Identifique o seu tipo de acne e veja os tratamentos mais eficazes. Arregace as mangas e fulmine-a de vez!

Acne vulgar

É a forma mais frequente de acne e surge durante a adolescência. Caracteriza-se por lesões localizadas nas bochechas, testa e nariz, tais como pústulas, comedões (pontos negros e brancos) e pápulas avermelhadas ou inflamadas.

Acne quística

É uma das formas mais severas de acne e caracteriza-se pela presença de lesões quísticas e nodulares na cara, nas costas e no tórax. Geralmente, requer tratamento com medicamentos orais (isotretinoina) e pode deixar cicatrizes se não for tratada.

Acne medicamentosa

Alguns preparados farmacêuticos, nomeadamente cortisona, tratamentos hormonais, contracetivos ricos em progesterona e doses fortes de vitamina B, podem causar acne.

Acne conglobata

Caracteriza-se pela predominância de pústulas e de quistos muito próximos uns dos outros.

Acne de verão

Surge após exposição solar intensa e dá origem a microquistos, sobretudo na testa, para além de pápulas vermelhas na zona das
bochechas.

Acne fulminante

É uma forma rara de acne que surge acompanhada de febre e de mal-estar e se assemelha à acne conglobata. É mais comum nos homens.

Os tratamentos a que pode recorrer

A acne costuma ser mais intensa e severa nos homens. No entanto, hoje contamos com eficazes terapias para a combater. Orlando Martins, dermatologista, diz-lhe quais são:

- Peelings químicos

Ajudam a controlar a acne leve ou moderada ao eliminar o excesso de gordura e também os comedões e microquistos. Também se utilizam para melhorar as cicatrizes residuais. Este tratamento consiste na aplicação de substâncias queratolíticas, variáveis segundo a profundidade do peeling escolhido, que vão renovar a superfície cutânea. Os mais superficiais melhoram a acne, enquanto os médios e profundos aplicam-se para corrigir as cicatrizes.

O dermatologista Orlando Martins costuma começar com baixas concentrações destas substâncias e, à medida que comprova a tolerância da pele, aumenta-as. São necessárias seis a oito sessões para se ver resultados. Durante a aplicação do peeling, é normal sentir-se um ligeiro ardor e picadas suportáveis. Após o tratamento, a pele fica um pouco avermelhada, mas pouco tempo depois volta à sua cor natural. O preço ronda os 150 € por sessão.

- Fotoquimioterapia

É feita com a aplicação de substâncias que aumentam a sensibilidade da pele a certos tipos de luz, como a omnilux por exemplo, para posterior exposição à radiação ultravioleta, atenuando o processo inflamatório da acne. O preço ronda, em média, os 50 € por sessão.

- Laserterapia

É usada para corrigir as cicatrizes da acne. O laser, que penetra na pele, provoca um aquecimento seletivo dos tecidos, estimulando os fibroblastos e a regeneração cutânea. Permite uma destruição controlada das camadas superficiais da pele, estimulando a formação de colagénio e de elastina sem danificar os tecidos envolventes. A pele fica muito sensível ao sol, sendo obrigatório usar fotoprotetor nos primeiros seis meses após o tratamento. Preços a partir de 300 € por sessão.

4 mandamentos contra a acne

1. Limite a ingestão de gorduras. Ao contrário do que se pensa, a alimentação não está muito relacionada com a acne. No entanto, quanto menos gordos forem os alimentos que ingere, menos sobrecarregado estará o fígado e melhor estará a sua pele.

2. Use os cosméticos adequados. Alguns cremes podem ser demasiado gordos para a sua pele. Use apenas produtos oil-free. Por outro lado, se tem a pele oleosa, pode pensar que não precisa de usar hidratante. Se é o seu caso, não caia nesse erro. Hidrate a sua pele com um produto oil free.

3. Limpe a pele. Se a sua pele estiver suja, as borbulhas surgem com mais facilidade. Limpe-a todos os dias de manhã e à noite, sem esfregar, com um produto adequado ao seu tipo de pele. Durante o dia, evite tocar com as mãos na cara.

4. Evite espremer as borbulhas. Pode agravar a situação, além de poder provocar cicatrizes.

Texto: Rita Caetano

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.