A obesidade é uma doença e nós estamos e estaremos cada vez mais doentes. Existe ainda pouca preocupação com o que comemos e com a atividade física que fazemos. Os pais preocupam-se, e com justificação, com o aproveitamento escolar, com as atividades extracurriculares mas e com a saúde? Está nas nossas mãos mudar o rumo da situação. Uma criança obesa pode ter um futuro bem diferente se deixar de o ser.

Nessa situação, terá com certeza mais saúde e muito mais oportunidades do ponto de vista profissional, social e emocional. De acordo com dados do último relatório do WHO Childhood Obesity Surveillance, uma iniciativa europeia, tornado público a 23 de maio de 2018, as crianças portuguesas figuram entre as que ingerem mais fruta mas, ainda assim, ainda são muitos os erros alimentares que, por culpa dos pais, cometem.

11 dicas para manter os seus filhos na linha

1. Prepare as refeições iguais para toda a família, em vez de preparar uma refeição especial para a criança que está a perder peso. Esta atitude permite criar um envolvimento saudável e muito mais apoio para a criança.

2. Não lhes imponha uma alimentação muito restritiva. Senão, mais tarde ou mais cedo, vão acabar por comer descontroladamente.

3. Não os compense ou castigue com comida. Eles necessitam criar uma relação saudável com os alimentos.

4. Crie horários para as refeições. Sem estes horários, as crianças tendem a petiscar com mais frequência e com menos qualidade.

5. Não os obrigue a comer tudo o que têm no prato.

6. Encoraje-os a comer devagar. Pouse os talheres entre cada garfada e engula cada garfada antes de colocar na boca a próxima.

7. Se lhe pedirem um segundo prato, faça-os esperar cinco minutos para ter a certeza de que têm fome. O segundo prato deve conter metade da dose do primeiro.

8. Faça as suas refeições por etapas. Comece com os alimentos menos calóricos, como é o caso da sopa e dos vegetais, em saladas. Depois, ingira os alimentos mais calóricos, como as massas e as carnes.

9. Crie espaços próprios para as refeições. Nunca em frente à televisão ou ao computador.

10. Crie, pelo menos, uma refeição com toda a família. Se não for o jantar, talvez o pequeno-almoço.

11. Planeie as refeições atempadamente. As refeições quando planeadas, são, usualmente, mais saudáveis.

Texto: Teresa Branco (fisiologista da gestão do peso e diretora do Instituto Prof. Teresa Branco)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.