Nem a rainha Isabel II, nem o marido, Filipe de Edimburgo, estiveram entre as pessoas, dentro da família real britânica, que levantaram preocupações sobre a cor de pele do filho de Meghan Markle e do príncipe Harry, afirmou hoje Oprah Winfrey.

"Ele queria ter a certeza de que eu sabia que não foi a sua avó, nem o seu avô", indicou a apresentadora ao programa CBS 'This Morning', clarificando que o príncipe Harry não identificou a pessoa que trouxe o assunto à tona.

Numa entrevista de duas horas à apresentadora norte-americana, Meghan Marklecontou que o seu marido lhe revelou que alguns membros da família real estavam preocupados com a cor de pele que o seu bebé teria quando estava grávida de Archie, que completa dois anos em maio.

Já o duque de Sussex, Harry, lamentou que a família real não tivesse tomado uma posição pública contra o que ele via como cobertura racista por parte de alguma imprensa britânica.

As confidências Meghan Markle e do príncipe Harry na entrevista a Oprah Winfrey, uma das apresentadoras mais famosas do mundo, caíram como uma bomba no Reino Unido, pintando um retrato sombrio da monarquia britânica, alvo de acusações que vão deinsensibilidade até racismo.

Leia Também: Meghan diz que realeza teve "preocupações" quanto à cor de pele do filho

Leia Também: As revelações de Meghan e Harry: Racismo na realeza e o sexo do 2.º bebé

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.