Através de uma publicação nas redes sociais, o apresentador Jorge Gabriel despede-se da casa que o acolheu na infância e juventude, na Amadora.

"Desde hoje que oficialmente esta deixou de ser a porta da minha casa de infância, adolescência e início da vida adulta", começou por referir.

"Dizem que à medida que envelhecemos nos agarramos aos bens materiais. Por mim dispenso o 'imóvel'. Guardo todas as memórias como se estivessem hoje a ser vividas", continua.

"A minha ama Lhólhó, os meus vizinhos, os amigos eternos com quem tantas vezes ainda jogo peladinhas imaginárias, recordando na perfeição golos medidos a régua e esquadro. A primeiras aventuras radiofónicas, os namoros de alguns dias, o caminho para a escola, o meu 'Anjo da Guarda'. A minha Mina, a minha eterna Amadora", completa.

Leia Também: Jorge Gabriel recorda momento único ao lado do piloto Paulo Gonçalves

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.