Harry e Meghan Markle continuam a viver no Canadá juntamente com o filho, o pequeno Archie, e longe de toda a confusão de Inglaterra onde constantemente estavam a ser escrutinados pela imprensa britânica. Aliás, este foi o motivo pelo qual os duques de Sussex tomaram a decisão de se afastar da realeza britânico como membros seniores e, desta forma, tornarem-se independentes a nível financeiro.

Esta independência, como explicaram na altura, passava por os dois deixarem de usar dinheiro público para projetos de carácter pessoal.

No entanto, e conforme o jornal Daily Mail realça agora, Harry e Meghan queriam continuar a receber os lucros provenientes ligados à sua marca - 'Sussex Royal'.

A publicação refere que a rainha Isabel II e os membros principais da família concordaram que não seria correto que o casal continuasse a usar a palavra 'royal' na sua 'marca'.

Importa referir que os dois já tinham gasto dezenas de milhares de euros para mudarem o seu website e torná-lo um complemento à sua página de Instagram. Isto já para não falar que os duques já tinham registado a marca a nível mundial e cuja utilização seria possível a nível de roupas, papelaria, livros e materiais didáticos.

Agora, pelo que consta, terão que voltar a modificar a marca de forma a cumprir as ordens da monarca. Aliás, esta foi uma exigência que Harry e Meghan consideraram razoável tendo em conta a situação.

Agora só resta esperar para perceber quando a mudança irá ser assumida.

Leia Também: Adeus definitivo? Meghan Markle e Harry despedem 15 pessoas em Inglaterra

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.