Além de Meghan Markle e Harry, já foram muitas as figuras públicas que mostraram o seu apoio à campanha 'Stop Hate for Profit' que vai contra a desinformação e o ódio nas redes sociais.

Kim Kardashian, por exemplo, foi uma das celebridades que criticaram o Instagram e o Facebook por "deixarem espalhar ódio e desinformação".

A estrela televisiva acrescentou que tais publicações têm “um sério impacto nas eleições e minam a democracia”, incentivando ainda outros nomes conhecidos a se juntarem a si e a suspenderem as suas contas durante 24 horas.

Mas não foi a única. Atores como Kerry Washington, Jennifer Lawrence, Sacha Baron Cohen e Mark Ruffalo também mostraram o seu apoio ao movimento #StopHateForProfit.

De referir que a campanha, lançada no início deste ano, também ganhou o apoio de dezenas de empresas.

Leia Também: Kim Kardashian responde a críticas sobre as cintas para grávidas

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.