Harry e Meghan Markle estão a "trabalhar nos bastidores" da campanha 'Stop Hate for Profit', conforme avança a revista People. O objetivo é que os empresários se unam e deixem de fazer publicidade no Facebook como forma de protesto pela falha no controlo do discurso racista na plataforma.

Importa notar que o Facebook foi recentemente criticado por se recusar a remover uma publicação de Donald Trump, na qual este, alegadamente, incitava à violência contra os manifestantes da Black Lives Matter.

"Como temos vindo a desenvolver a Archewell [associação sem fins financeiros de Harry e Meghan], uma das áreas que os duques de Sussex se querem focar é no discurso de ódio. Temos trabalhado com direitos humanos e grupos de justiça nisso", afirmou uma fonte da realeza à publicação.

"Ao longo das últimas semanas particularmente, este assunto tornou-se ainda mais importante. Eles têm encorajado grandes empresários a ficarem solidários com grupos como a NAACP, Color of Change e a Anti-Defamation League, considerados estruturais para a mudança no mundo online", acrescentou.

Por seu turno, no Twitter, o presidente da NAACP, Derrick Johnson, agradeceu o apoio de Harry e Meghan numa campanha de boicote ao site de rede social.

"99% dos 70 mil milhões de dólares do Facebook são ganhos a partir da publicidade", lê-se na referida campanha. "Vamos enviar ao Facebook uma mensagem poderosa: os vossos lucros nunca valerão a pena se promoverem o ódio, a intolerância, o racismo, o antissemitismo e a violência", concluiu-se.

Leia Também: Harry e Meghan Markle cobram valor astronómico por presenças em eventosue

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.