Inaugurado no início de outubro, o hotel ocupa o espaço onde outrora funcionaram as antigas oficinas da Câmara Municipal, agora reconvertidas para concretizar um sonho do seu proprietário, Raimundo Borges, um terceirense de alma e coração, que decidiu construir de raiz o The Shipyard.

O nome da unidade hoteleira nasce inspirado na sua localização, nas antigas oficinas, na proximidade ao mar e na forma arquitetónica do edifício, que se assemelha a um navio. Os materiais utilizados e a arquitetura do projeto conjugam o aspeto industrial com o conforto das madeiras, conferindo ao espaço um ambiente de “porto seguro”.

Para além dos 29 apartamentos, que vão desde o estúdio ao T2, completamente equipados, o The Shipyard disponibiliza um ginásio, um terraço com vista para o oceano e para o pôr do sol, bar e um restaurante, com assinatura do chefe de cozinha Vítor Sobral.

O restaurante Oficina da Esquina nasceu da paixão do chefe pela ilha e da vontade de valorizar ainda mais a gastronomia dos Açores. A carta é bastante diversificada e aposta sobretudo nos produtos da ilha, provenientes de fornecedores açorianos. O espaço tem uma capacidade de 90 lugares no interior, 12 lugares na esplanada e funciona ao pequeno-almoço, almoço e jantar.

Para ajudar a realizar este sonho comum de dois apaixonados pela ilha, o proprietário do projeto desafiou a Amazing Evolution para a gerir toda a operação do The Shipyard. A empresa liderada por Margarida Almeida é considerada pelos “Word Travel Awards” como a melhor gestora de boutique hotéis da Europa e do mundo (2018, 2019, 2020).

Os preços por noite começam nos 78 euros, para alojamento em estúdio, com pequeno-almoço incluído.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.