O planeta Marte, deus da guerra, da iniciativa e da ação, vai ficar retrógrado de 31 de outubro a 12 de janeiro de 2023.

Podemos contar com fortes batalhas interiores, limitações, frustrações. Vamos engolir sapos e sapinhos para evitar males superiores. Viveremos situações que não queríamos, em suma, sofreremos!

Impaciência, vontade de gritar, descontrolo emocional e pequenos acidentes é o que traz o Marte retrógrado, em termos pessoais.

Marte tem a fama de ser o grande maléfico, aquele que corta, que está ligado à força, à ação, à iniciativa, ao impulso, às paixões.

E Marte retrógrado tem um quê de frustrante e limitativo, porque durante cerca de dois meses e meio atuar por impulso e impulsivamente, sem ponderação, irá trazer um resultado amargo. Ou seja, os bons resultados não irão acontecer.

Situações como mudar de casa, iniciar um relacionamento, comprar um carro e todas as atividades que tenham o impulso da ação e mudança, poderão ser efetuadas sem a reflexão necessária, logo não serão bem-sucedidas.

As cirurgias durante este período também carecem de forte análise, pois Marte as rege e elas irão requer o dobro de prudência.

Neste período há tendência para atrair confusão e agressão externa. Por isso, quando este planeta está retrógrado, apela-se a um forte sentido de introspeção interior.

Há também tendência a emergirem conflitos e problemas antigos.

Durante este período, que se estende até 12 de janeiro de 2023, a violência poderá tornar-se acentuada.

Os signos mais afetados por este trânsito são Carneiro, Escorpião, Gémeos, Sagitário, Virgem e Peixes.

Cristina Candeias

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.