Os acessórios estão a mudar o mercado da moda ao nível mundial e as marcas estão a mudar com eles. Este segmento tem vindo a aumentar consideravelmente em todo o mundo e numa altura de crise, como esta, este mercado tornou-se numa nova janela para as marcas.

E porquê que os acessórios têm tido mais importância do que o segmento da roupa? A resposta prende-se com diferentes factores: versatilidade, acessibilidade, durabilidade e longevidade, visibilidade, entre outros…

A versatilidade faz com que os mesmos não sejam tão sazonais e por isso valha mais a pena a aposta. A acessibilidade passa por estarem à distância de um clique sem o consumidor ter de experimentar. São de facto objectos com uma durabilidade e longevidade maior do que uma peça de roupa. A visibilidade é um dos fatores mais relevantes pois a maioria dos acessórios tem sempre associado um logótipo de marca muito forte e o consumidor gosta de ostentar essa referência. Ainda muito importante é o uso que de dá aos mesmos: tendo em conta que se trata de uma mala ou uns óculos pode ser utilizado várias vezes numa semana, ou até todos os dias, enquanto que se for uma qualquer peça de roupa ou principalmente uma peça de roupa de luxo o mesmo não acontece, pois só pode ser usada poucas vezes ao ano.

O medo da crise ainda não desapareceu, está até a crescer cada vez mais e isso reflete-se bastante na moda, pois as pessoas deixam de comprar tanta roupa, por ser um bem não tão essencial. Já os acessórios são uma forma rápida e versátil de atualizar o estilo sem precisar substituir todo o guarda-roupa, o que está a fazer crescer um segmento completamente diferente. Muitos preferem comprar roupas em lojas de larga distribuição, como Zara e H&M, ao mesmo tempo que economizam para comprar sapatos de marca, uma mala, um relógio ou um par de óculos.

Os acessórios são também a porta de entrada das marcas de maior prestígio, pois normalmente é em acessórios que os consumidores investem para terem uma determinada peça de luxo. Além disso, os consumidores procuram produtos onde conseguem ver o valor da marca de forma mais clara. A maioria destes compradores são fortemente motivados pela exibição de status.

Nos últimos anos, o mercado de acessórios evoluiu de uma forma considerável em todo o mundo, deixando de ser apenas um segmento secundário, para passar a ser, quiçá, o principal.

Saiba mais na próxima página

Internacionalmente existem inúmeras marcas dedicadas apenas a acessórios, mas mesmo as marcas que inicialmente apenas tinham roupa estão neste momento a direcionar o seu mercado para este segmento. É o caso de Brian Atwood, Narciso Rodriguez e Monique Lhuillier que lançaram uma linha de calçado, Victoria Beckham com a linha de óculos, e várias outras casas de grande nome como Louis Vuitton, Gucci, Dolce & Gabanna, Prada, etc que têm apostado fortemente na sua linha de acessórios.

Um dos fatores impulsionadores deste crescimento foi sem dúvida as vendas online. Através de vários sites como Asos, net-a-porter, topshop, ou mesmo através das lojas online das marcas já conhecidas, foi possível ao consumidor encomendar um produto à distância de um clique. E os acessórios são prioridade neste sentido, porque normalmente não é necessário experimentar. À exeção dos sapatos, alguns anéis e alguns cintos, a grande maioria dos acessórios só tem um tamanho standard o que facilita na hora da decisão da compra, facilitando este crescimento na procura por acessórios.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.