Tharmapalan Tilaxan é um jovem fotógrafo do Sri Lanka que 'tropeçou' nestes elefantes por acaso, enquanto viajava de Jaffna até Akkarapippattu.

A triste realidade desta manada de cerca de 25 a 30 elefantes que procurava comida numa lixeira chocou profundamente Tilaxan, que decidiu que teria de fazer alguma coisa para expor este problema.

E foi assim que, a partir desse momento, dedicou todo o seu tempo livre para fotografar este flagelo, tarefa que se revelou bastante difícil.

A primeira dificuldade que encontrou foi de caráter geográfico, uma vez que Tilaxan vive em Jaffna, no norte do Sri Lanka, demorando cerca de sete horas até Oluvil, o local onde encontrou os elefantes.

Quando lá chegava, esperava-o um trabalho de paciência, pois não sabia se a manada apareceria e, caso aparecesse, quando chegaria.

A somar a isto, as desagradáveis condições do local, pois tratando-se de uma lixeira, teve de lidar com o cheiro nauseabundo e reações alérgicas na pele provocadas pelas emanações do lixo ali depositado.

No total, foram 28 dias de trabalho, doze horas cada, mas o esforço compensou.

O jovem fotógrafo do Sri Lanka conseguiu, não só documentar o problema, mas também mostrá-lo a todo o mundo, sendo a vitória na competição fotográfica da Royal Society of Biology, uma excelente plataforma de divulgação.

A fotografia premiada é particularmente chocante, pois alerta-nos também para o problema do desperdício e da acumulação de lixo em plena natureza.

Estes depósitos de lixo indiscriminados atraem muitos animais em busca de comida, inclusive os elefantes, que atraídos pelo cheiro dos resíduos alimentares, acabam por comer todo o tipo de desperdícios, nomeadamente plástico, facto que pode conduzir à morte dos animais.

Segundo um artigo publicado no The Jakarta Post, a ingestão de microplásticos é umas das principais causas de morte de elefantes no Sri Lanka, país, onde existem atualmente cerca de 7.000 elefantes, mas onde morrem a cada ano cerca de 300.

À ingestão microplásticos, juntam-se o envenenamento e atropelamento, como as principais causas de morte entre estes animais.

Cabe ao governo do país atuar eficazmente de forma a proteger estes animais, pois, apesar de a morte de um elefante ser punível com pena de morte, o que se pede são outro tipo de medidas, que promovam uma relação saudável entre os elefantes e os homens, bem como o meio ambiente.

Tharmapalan Tilaxan conseguiu com uma simples fotografia, alertar para vários problemas gigantescos, aos quais devemos todos estar atentos.

Na fotogaleria abaixo encontrará, além desta fotografia, as restantes fotografias premiadas pela Royal Society of Biology, nas várias categorias.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.