Não é uma novidade que o bambu é um material usado em vestuário e se o mesmo começou por ser muito usado em roupa de criança, as suas propriedades facilmente são extensíveis a outro tipo de peças.

A ideia de criar uns lençóis neste material surgiu depois de várias viagens e muita pesquisa por parte de Jorge e Gil Dias, irmãos gémeos, que, no meio de uma vida atarefada em multinacionais, decidiram abrir o seu próprio negócio.

Esta decisão partiu da necessidade de optarem por uma ocupação que lhes permitisse passar mais tempo em casa, junto dos seus bebés, que tinham acabado de nascer. O facto de ambos terem experienciado essa fase em alturas muito próximas, permitiu-lhes uma reflexão sobre o tema que combinaram com o desejo de facilitarem a logística familiar. Aos dois gémeos juntaram-se mais tarde os outros dois irmãos para gerir o negócio.

“Sempre houve o desejo de construir um negócio próprio e familiar. Aliás, muito à semelhança do que vimos os nossos pais fazerem depois de migrarem. Só nos faltava uma ideia que viesse preencher uma lacuna no mercado", explica em comunicado Jorge Dias, um dos fundadores da Momo Cotton.

Esta é a primeira marca portuguesa de lençóis de bambu, uma alternativa mais sustentável
créditos: Divulgação

As fibras longas e naturais do bambu fazem com que se torne num dos tecidos mais macios que existem, sendo ao mesmo tempo uma das plantas mais resistentes do mundo. Esta fibra é também um material naturalmente respirável, pelo que se torna um tecido que regula a temperatura corporal, sendo fresco no verão e mantendo uma temperatura confortável no inverno.

Para além de regular a temperatura, regula a humidade, visto que o bambu é altamente absorvente, e isso traduz-se numa capacidade de capilaridade, apto para absorver a humidade da pele e evaporá-la. Este material também tem propriedades antibacterianas, visto que repele naturalmente bactérias nocivas conhecidas por irritar a pele sensível e causar odores desagradáveis, sendo por isso hipoalergénica.

Por ser uma matéria-prima natural que chega a crescer um metro por dia, sem quaisquer fertilizantes, pesticidas, herbicida ou outros químicos nocivos, é uma opção mais amiga do ambiente do que quando comparamos com o algodão: apenas é necessário um terço da água do que na plantação do algodão e liberta mais 30% de oxigénio para atmosfera do que uma árvore comum.

A marca frisa, também, que todo o processo de produção dos lençóis envolve vários passos para respeitar a planta.

Os produtos Momo Cotton estão disponíveis na loja online da marca.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.