As despesas fixas podem ser difíceis de moderar, embora existam estratégias para reduzir os gastos anuais. Mas focando a atenção nas despesas variáveis, deverá adoptar um conjunto de medidas para reduzir os gastos diários, de forma a conseguir estabelecer estratégias de poupança e criar uma almofada financeira. Existem várias formas de poupar no dia-a-dia. Confira alguns truques e comece já a poupar.

Alimentação

A alimentação é uma das parcelas em que as famílias mais gastam dinheiro. Mas existem várias formas de poupar nas refeições dentro e fora de casa. Começando pela manhã, planeie as refeições que irá fazer ao longo dia, incluindo os snacks a meio da manhã e lanches no final da tarde. Faça uso da marmita. Comer diariamente em restaurantes ou cafés no local de trabalho pode sair dispendioso.

Levar comida de casa traduz-se numa poupança significativa ao final do mês e ainda promove uma alimentação saudável. Troque o bolo a meio da manhã por um iogurte Light ou uma peça de fruta e verá a redução na carteira e nos quilos extra. Em casa, evite fazer refeições em restaurantes e opte por refeições leves e saudáveis caseiras. Se tem pouco tempo para cozinhar no dia-a-dia, faça um plano de refeições semanais durante o fim-de-semana, aproveitando os dias livres para cozinhar e congelar a comida.

Procure aproveitar as sobras: os restos de carne podem ser usados para preparar um esparguete à bolonhesa e os de bacalhau cozido transformados em pastéis de bacalhau.

Use dinheiro

Habitue-se a usar dinheiro. Evite usar cartões de débito ou crédito e verá resultados ao final de pouco tempo. Usar dinheiro traduz-se no melhor controlo dos gastos e menor tentação de fazer uma despesa desnecessária.

Transportes

Se usa o carro como meio de transporte para o trabalho, faça as contas sobre quanto pode poupar se usar os transportes públicos. E quem sabe se não pode incluir um pequeno percurso a pé na sua rota diária. Aproveita para fazer um pouco de exercício físico ao caminhar, com todos os benefícios em que isso se traduz.

Evite cartões de crédito

Eles permitem fazer face a compras quando o dinheiro não chega, mas no fundo não está mais do que a adquirir uma dívida. Utilize-os apenas em caso de emergência e não para fazer face a um capricho ou despesa que pode esperar. Guarde o cartão em casa. Ao andar com ele na carteira poderá sentir-se tentado a usá-lo, caso se depare com uma compra que não tem possibilidades de realizar.

Faça um mealheiro

Poupar dinheiro pode ser difícil principalmente se recorrer ao uso de cartões frequentemente. Mas mesmo ao usar dinheiro, não o gaste todo. Guarde as moedas de menor valor num mealheiro ao final de cada dia. Aos poucos verá que consegue dinheiro suficiente para reforçar a sua conta poupança ou mesmo para abater numa dívida pendente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.