Viver para além dos 100 anos em plena posse das nossas capacidades físicas e mentais é uma perspectiva cada vez mais real.

Para nos ajudar a alcançar a tão desejada longevidade, surgiu nos EUA a Medicina Anti-aging. Em Portugal, esta especialidade foi introduzida por Luís Romariz, um especialista que admite ser possível, daqui a um século, alcançar as 200 primaveras.

O que é a medicina anti-aging?

É uma medicina preventiva e pro-activa que visa aumentar a longevidade com qualidade de vida, através de um programa médico, nutricional e de exercício físico ajustado a cada paciente. Surgiu há 12 anos nos Estados Unidos e levou à criação da American Academy of Anti-Aging Medicine, uma academia que engloba médicos, naturistas, naturopatas, fisiatras...

O envelhecimento é inevitável?

A medicina Anti-aging encara o envelhecimento como uma doença incurável, mas cujos sintomas são conhecidos, nomeadamente alzheimer, doença cardíaca, diabetes... O seu objectivo é impedir o aparecimento destes sintomas, fazendo com que as pessoas se mantenham saudáveis durante mais tempo.

Quem deve consultar esta especialidade?

Pessoas com mais de 35 anos preocupadas com a qualidade de vida e longevidade.

Recebe apenas pessoas saudáveis?

Não, a medicina NewAge que implantei em Portugal difere da Age Management Medicine (AMM) nesse ponto. Aceitamos doentes e tentamos tratá-los, enquanto a AMM só actua na vertente preventiva, o que não me pareceu lógico.

Por que envelhecemos?

Existem duas grandes causas. Por um lado, respiramos oxigénio e, portanto, oxidamos. A toma de antioxidantes pode minimizar os efeitos nefastos dos radicais livres, provenientes dessa oxidação.

A segunda causa é a glicação, provocada pelos hidratos de carbono que, ao entrarem nas células, se não forem imediatamente aproveitados para energia, tendem a caramelizar juntamente com a maquinaria proteica da célula, que se torna disfuncional e acaba por morrer.

Diz que a maioria das dietas de emagrecimento são dietas de envelhecimento. Porquê?

Porque como as pessoas têm pressa e as dietas são mal feitas, em vez de perderem gordura perdem essencialmente água, uma pequena parte dos órgãos (porque estes também mirram) e músculo que é a parte mais nobre do corpo humano e que é fundamental na produção da hormona do crescimento, a nossa hormona do rejuvenescimento.


Veja na página seguinte: Quantas refeições ao certo devemos fazer por dia

Quantas refeições devemos fazer por dia?

Três, de forma a manter o nível de insulina baixo. Somos como uma bateria que carrega e descarrega e não faz muito sentido acabar de carregar a bateria e voltar a carregá-la. Além disso, durante a digestão não perdemos uma única grama de gordura, nem mesmo a correr.

Convém fazer um bom pequeno-almoço, almoçar cinco ou seis horas depois, jantar por volta das 20 horas e ir para a cama às dez, após a digestão, para não bloquear os mecanismos de reparação que ocorrem durante a noite, altura em que queimamos preferencialmente gordura.

Qual o papel do exercício físico na preservação da juventude?

Fortalece os músculos, nomeadamente o cardíaco, e ajuda a queimar calorias, favorecendo a saída do açúcar e prevenindo a tal glicação. Para além disso, promove a libertação certa de hormonas rejuvenescedoras.

E pode envelhecer-nos?

Sim, quando é excessivo. Ao fim de algum tempo de exercício, o corpo entra em stress e começa a libertar cortisona, uma hormona que elimina o músculo.

Quanto tempo de treino aconselha?

Meia hora de exercício cardiovascular por dia, mas nunca correndo, pois fomos feitos para andar. Em termos de musculação, aconselho um treino de alta intensidade (intenso, mas curto), três vezes por semana.

É possível saber a velocidade a que estamos a envelhecer?

Sim, através de parâmetros como a hemoglobina glicosada e a insulina. Mas é sempre possível desacelerar essa taxa através de terapêuticas farmacológicas, nutricionais e do exercício físico.

Até que idade poderemos chegar um dia ?

Actualmente o limite máximo conhecido é 122 anos, mas acredito que um dia será possível viver eternamente. Através do controlo da insulina, tem-se conseguido aumentar até 300 por cento a longevidade de algumas espécies inferiores, como fungos e vermes.

Aconselha a terapia de substituição hormonal para travar o envelhecimento?

Sim, ao corrigirmos o défice natural de hormonas conseguimos andar para trás na idade, às vezes 20 anos. No entanto, é preciso definir clinicamente quais as hormonas que estão em défice e assegurar que as administradas são bioidênticas, para evitar doenças graves.

A perda de memória na velhice é algo inevitável?

Com a idade perdemos células, mas ganhamos conexões, ou seja, as que resistem vão-se interligando. Para isso acontecer é tão importante o exercício físico como o mental.


Veja na página seguinte: O que deve comer para não envelhecer

Dieta Anti-aging

O que deve incluir (e excluir) da sua dieta!

Existem alimentos anti-envelhecimento?

Existem alimentos que proporcionam uma boa protecção contra o envelhecimento, tal como o azeite extra virgem, o chocolate negro e algumas bagas, como os mirtilos e as amoras.

E há alimentos que provoquem o efeito contrário?

Sim, os hidratos de carbono, em geral, e a batata em especial. Convém optar pelos de baixo índice glicémico, isto é, de absorção lenta. Já a margarina é uma gordura alienígena, associada a problemas de saúde graves como o cancro e a doença cardíaca. O nosso organismo não reconhece a sua configuração mas, em vez de a rejeitar, integra-a nas membranas celulares em detrimento de outras.


Os preços*:

Primeira avaliação: 1000 € [inclui exames médicos + consultas de especialidade (Age Management, Nutrição e Motricidade Humana) quatro vezes durante o primeiro ano]

Reavaliação anual: 400 €

Programa «emagrecimento saudável»: 110 € [inclui consulta médica, nutricionista, avaliação de medidas das pregas cutâneas e perímetros e exame da composição corporal]

Para obter mais informações:
Instituto Médico New-Age
Rua Alves Redol, 310,1º-fracção L - Porto

Tel.: 225 020 800


Luís Romariz

Formado em Medicina pela Universidade do Porto, com especialidade em Medicina da Família, tem-se dedicado à Medicina Preventiva. Possui o International Certificate of Age Management Medicine, pelo Cenegenics Medical Institute, de Las Vegas.

Detém uma pós-graduação da Harvard Medical School e é membro da American Academy of Anti-Aging Medicine, da Life Extension Foundation, nos Estados-Unidos, e da Andropause Society, no Reino Unido. Fundou o Instituto de Medicina NewAge, no Porto, e é co-autor do livro «Cozinha Saudável Anti-Envelhecimento», pela Texto Editores.

*Preços indicativos fornecidos por Luís Romariz

Texto: Vanda Oliveira

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.