Talvez já tenha sentido que o seu corpo «já não é o que era», principalmente quando surge uma dor, quando há uma falha de movimentos, ou quando se sente estranhamente cansado.

A verdade é que estes são alguns dos sinais do envelhecimento causado pela oxidação natural do organismo, um processo irreversível que, apesar de não poder controlar, pode atenuar.

A oxidação em 5 passos

1. Grande parte do oxigénio que inalamos serve para produzir energia para o organismo. No entanto, uma pequena percentagem desse oxigénio produz radicais livres.

2. Os radicais livres surgem de forma natural no corpo quando respiramos, quando metabolizamos os alimentos, quando fazemos exercício...

3. Por sua vez, o organismo produz enzimas que neutralizam os efeitos prejudiciais dos radicais livres. São antioxidantes.

4. Mas existem determinados factores que potenciam uma produção excessiva de radicais livres (poluição, tabaco, álcool).

5. Quando há um excesso de radicais livres, os antioxidantes naturais do organismo não conseguem, por si só, neutralizá-los, e as células vão sendo afectadas. Daí a necessidade de uma ingestão mais eficaz de antioxidantes, provenientes de uma alimentação saudável.

Não se esqueça...

O especialista Pedro Lôbo do Vale refere
que «uma alimentação rica em vegetais, incluindo leguminosas, brócolos,
folhas verdes escuras, cenouras e frutos variados, ou seja, rica em
antioxidantes, é a melhor opção contra os radicais livres».

«Deverá ser
destacada a importância dos frutos vermelhos, ricos em várias
substâncias antioxidantes (antocianinas e/ou vitamina C) e cuja
eficácia tem vindo a ser cientificamente demonstrada», acrescenta ainda o especialista.

Contudo,
uma vez que, à medida que envelhecemos, a produção interna de
antioxidantes por parte do organismo diminui e está, muitas vezes,
associada a uma dieta pouco nutritiva e a um estilo de vida sedentário,
«torna-se vantajosa a toma de antioxidantes também sob a forma de
suplementos alimentares», refere o especialista. «Estes podem ser
tomados em separado ou sob a forma de complexos que aliam no mesmo
produto diferentes substâncias com acção antioxidante (plantas,
vitaminas, minerais, enzimas ou aminoácidos)», explica.

Recomendações

  • Mantenha uma alimentação variada em frutas e verduras porque
    são as principais fontes de antioxidantes. E, já sabe, ingira cinco porções por
    dia.

  • Consulte o seu médico ou farmacêutico sobre a toma de substâncias antioxidantes sob a forma de suplementos alimentares.

Conheça os principais factores que estimulam o processo de oxidação do organismo, clicando aqui. Veja ainda o poder das vitaminas e dos minerais antioxidantes e dos polifenóis no combate à oxidação.

Texto: Ana Catarina Alberto com Pedro Lôbo do Vale (médico de clínica geral e docente no mestrado de Nutrição, na Faculdade de Medicina de Lisboa)

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.