Este problema intestinal consiste numa acumulação excessiva de gases no intestino que provoca espasmos intestinais e distensão abdominal.

Existem muitas circunstâncias que estão associadas ao aumento da produção de gás como engolir demasiado ar por comer depressa ou em situações de stress (aerofagia).

A ingestão de alimentos ricos em hidratos de carbono não absorvíveis (aumenta a fermentação no cólon), mudança brusca na alimentação (aumento do conteúdo de fibra) e tomar antibióticos que alterem a flora intestinal também podem causar um aumento na produção de gás. Pode provocar arrotos frequentes, ruídos na barriga, inchaço abdominal (que pode obrigar a desapertar a roupa), dor e saída frequente de gases pelo ânus (flatulência).

Tratamento

Apesar de existirem medicamentos que ajudam a reduzir os incómodos, o truque para tratar o meteorismo está em alterar a dieta, diminuindo a ingestão dos alimentos que provocam flatulência e comendo mais devagar.

Alimentos a evitar

- Leguminosas (apesar de poderem ser ingeridas em puré)

- Algumas verduras
(couve-flor, repolho, acelga, alcachofra, espinafres, pimentos e
alface)

- Cereais integrais (pão, arroz e massa) e/ou algumas frutas (passas,
damasco, ananás e ameixas)

- Bebidas como vinho ou refrescos.


4 cuidados básicos a ter em conta

1. Evite o tabaco, comer rebuçados e pastilhas
elásticas.

2. Beba e coma devagar, evitando falar muito durante as
refeições.

3. Não ingira bebidas deitado.

4. Para aliviar a dor, aplique calor na barriga e incline o corpo para a frente.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.