Antes saltava da cama com os primeiros
raios do sol, agora sente-se sem motivação,
sem vontade de fazer nada.

A fadiga, que
provoca essa falta de energia, pode ser causada
por falta de sono ou mesmo de exercício.

Mas também se pode dever à nossa mania de
querer (ou ter de) fazer tudo ao mesmo tempo,
assim como a problemas de saúde que devem
ser avaliados, pelo que importa estar atenta e
falar com o seu médico.
Eduardo Mendes,
vice-presidente da
Associação Portuguesa de Médicos de Clínica
Geral, sublinha que «se a fadiga se arrastar e
for persistente, não sendo identificável um motivo que a justifique ou se se acompanhar
de sintomas físicos, como, por
exemplo, insónias ou emagrecimento,
deve procurar-se o
médico de família para tentar
esclarecer o seu motivo».

Fadiga, porquê?

A fadiga pode ter muitas causas,
mas, como indica Eduardo
Mendes, é «mais frequente
estar associada ao estilo de vida.
Viver em stress, a correr de um
lado para o outro, fumar, dormir
pouco, alimentar-se mal e
sem horários, abusar de bebidas
alcoólicas e, acima de tudo, não
ter tempo para si e para relaxar
e usufruir da vida, a par com a
ansiedade e a depressão, são as
causas mais frequentes de fadiga».

Se dorme as recomendadas sete ou oito horas
diárias e não encontra razão para a fadiga, fale
com o seu médico. Por vezes, pode ser provocada
por uma doença que precisa de ser tratada.

Mas não se assuste. «Quase todas as doenças
podem, em alguma fase da sua história natural,
causar fadiga, mas sentir-se fatigado não é por
si só sinal de que se pode estar a sofrer de qualquer
doença grave», realça Eduardo Mendes.

Como recuperar os volts de energia

Como com qualquer máquina, o seu corpo
tem de ser tratado. Deve mimá-lo, comendo
e dormindo bem e fazendo exercício.

«Se a causa da fadiga não o contra-indicar, o
desporto moderado pode ser uma forma de
reduzir o stress, de introduzir o exercício físico
numa vida sedentária e até de encontrar
tempo para si próprio», acrescenta Eduardo
Mendes. Andar, mesmo que isso signifique
apenas realizar pequenos passeios, é a maneira
mais simples e barata de fazer exercício.

E, quanto mais oxigénio circular pelo seu
corpo e quanto mais activa for, mais energia
vai sentir, uma vez que o exercício liberta hormonas que
nos fazem sentir bem. As endorfinas são as
melhores amigas da boa disposição.

Outra boa ideia é variar a sua rotina,
fugindo aos mesmos caminhos de sempre, ao
mesmo almoço no mesmo restaurante. Já que
falamos de comida, evite o açúcar, uma vez
que o «combustível» que oferece não é durável.
Como fonte de energia, prefira os cereais.


Veja na página seguinte: As 7 doenças que a fadiga pode esconder

As 7 doenças que a fadiga pode esconder

Se se sente sempre sem
energia, fale com
o seu médico. Não querendo alarmá-la, essa carência poderá ser sinal de uma das seguintes patologias:

Anemia
As mulheres em idade
reprodutiva, especialmente com
menstruações intensas ou após da
gravidez, podem, devido à perda de
sangue, desenvolver anemia,
podendo precisar de suplementos
de ferro. Para a prevenir, consuma
espinafres, brócolos e carne.

Hipotiroidismo
Pode
provocar fadiga e sentimentos de
depressão, mas, com tratamento,
a recuperação pode ser rápida.

Infecções urinárias
Podem apresentar-se
sem outros sintomas a não ser a
fadiga e têm de ser tratadas sob
supervisão médica.

Excesso de cafeína
Um artigo publicado na revista US
Pharmacist, por W. Stephen Pray,
concluiu que a cafeína é um estimulante
mas, se tomada em
excesso, pode ter o efeito contrário.
Reduza ainda a ingestão de
chocolate, café e chá.

Alergias alimentares
Pode bastar uma pequena
intolerância alimentar para se
sentir fadiga. Experimente eliminar
os alimentos que a fazem
sentir sonolenta.

Apneia do sono
Provoca
uma obstrução na respiração,
levando a que se acorde momentaneamente.
A pessoa fica cansada,
independentemente das horas que
dorme.

Problemas cardíacos
Se sentir exausta depois de
actividades que exigem pouco
esforço (como
subir escadas) deve
falar com o seu médico.

Texto: Joana Andrade com Eduardo Mendes (médico de clínica geral)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.