O consumo de alimentos demasiado energéticos pode ser reduzido se parte da refeição for substituída com puré de vegetais “escondidos”, diz o American Journal of Clinical Nutrition.

Numa pesquisa laboratorial, os investigadores do Departamento de Ciências da Nutrição da Universidade da Pensilvânia (EUA), foram fornecidas refeições manipuladas aos participantes para avaliar as diferenças de consumo energético e de vegetais. Num estudo que durou três semanas, 20 homens e 20 mulheres tomavam todos os dias pequeno-almoço, almoço e jantar – compostos por uma entrada com densidade calórica variável (standard: 100%; reduzida: 85% a 75%) e um conjunto definido de acompanhamentos. As calorias contidas na entrada eram reduzidas com a incorporação de puré de vegetais. Os investigadores monitorizaram o consumo de alimentos em três testes, com participantes esfomeados ou saciados antes e depois de cada refeição. Não havia restrições quanto à quantidade de alimentos.

Os autores descobriram que o peso dos alimentos consumidos não variava conforme as condições das variáveis calóricas. Consequentemente, o consumo de energia podia ser reduzido para os participantes que recebiam 75% a 86% da versão original das 202 a 357 calorias, respetivamente. Ao mesmo tempo, devido à maior percentagem de vegetais nas refeições manipuladas, o consumo geral de vegetais podia aumentar de uma média de 270g na variável 100% para 487g na variável 75%, representando um máximo possível de 80% no consumo diário de vegetais.

A taxa de saciedade depois das refeições era consistente em todas as condições. Além disso, os pratos onde era adicionado o puré de vegetais eram classificados como semelhantes a nível do palato em todas as condições, mostrando que esta estratégia pode ajudar os indivíduos que não gostam da textura dos legumes. No caso do pão fortificado com cenoura, os investigadores notaram um aumento significativo na classificação de sabor e textura, o que significa que certos produtos são particularmente apropriados para estas adaptações. O efeito global desta estratégia necessita de mais investigação para determinar se há um efeito permanente sobre o consumo calórico.

Os autores mostraram que, ao incorporar puré de vegetais “escondidos” nas refeições, a densidade diária de calorias pode ser reduzida. Sendo um dos princípios de uma alimentação saudável, este tipo de pesquisa pode sugerir ideias para alterar a dieta de alguns indivíduos.

Fonte: EUFIC

*Este artigo foi escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.