Cada vez mais temos um consumidor interessado e preocupado com a relação entre a alimentação e a saúde, acentuando-se o interesse e a necessidade de compreensão da rotulagem nutricional, determinantes na escolha alimentar. Neste sentido, torna-se fundamental o conhecimento dos princípios básicos da rotulagem nutricional.

Os rótulos nutricionais são obrigatórios e fornecem informação relativa à composição nutricional dos produtos alimentares, permitindo aos consumidores fazerem escolhas informadas, incluindo aqueles que necessitam de uma dieta específica.

No caso dos géneros alimentares pré-embalados, a informação obrigatória deve figurar directamente na embalagem ou num rótulo fixado à mesma. O valor energético e as quantidades de nutrientes declarados devem referir-se ao género alimentar tal como este é vendido ou depois de preparado, desde que sejam dadas instruções de preparação pormenorizadas e desde que diga respeito ao género alimentar pronto para consumo.

A informação nutricional pode ser expressa por:

  • 100g ou por 100mL de produto alimentar;
  • Por dose ou por porção - desde que se indique no rótulo a quantidade da dose ou o número de porções contidas na embalagem.

É obrigatório por lei incluir os seguintes elementos:

  • Valor energético
  • Quantidade de lípidos (gorduras), ácidos gordos saturados, hidratos de carbono ou glícidos, açúcares, proteínas e sal

O conteúdo da informação nutricional obrigatória referida pode ser complementado pela indicação das quantidades de um ou mais dos seguintes elementos:

  • Ácidos gordos monoinsaturados;
  • Ácidos gordos polinsaturados;
  • Polióis;
  • Amido;
  • Fibra,
  • Vitaminas ou sais minerais.

Para além da forma de expressão referida, o valor energético e as quantidades de nutrientes podem ser expressos, conforme o caso, em percentagem das doses de referência definidas por 100g ou por 100mL.

Quando analisar um rótulo nutricional deve seguir as seguintes recomendações:

  • Prefira listas de ingredientes mais pequenas e com menos elementos processados ou artificiais;
  • A lista de ingredientes está organizada por ordem decrescente de quantidade, pelo que deverá evitar produtos cujos primeiros ingredientes sejam açúcar/sacarose ou gordura;
  • Prefira produtos com mais proteína e fibra e menos gordura, açúcares e sal;
  • Use como medida prática de comparação: 1 pacote de açúcar (≈7g) e 1 colher de sopa de azeite (≈10g), para percecionar a quantidade de açúcares e gordura, respetivamente, do produto alimentar.

Por Ana Rita Lopes, Dietista Coordenadora da Unidade de Nutrição Clínica do Hospital Lusíadas de Lisboa

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.