Já alguma vez o provou? Está na moda sob a forma de quinoto, risoto confecionado com quinoa em vez de arroz. Tem um sabor suave a noz e uma textura fofa, leve e macia, semelhante à do cuscuz. A cor varia do amarelo pálido ao preto, vermelho e castanho. Falamos da quinoa, conhecida como arroz dos incas, um cognome que se refere à sua origem sul-americana e cinco mil anos de existência.

Disponível sob a forma de grão, farinha, massa e cereal, esta é uma semente da qual se conhecem mais de oito mil variedades. Segundo a American Dietetic Association, a associação dietética norte-americana, «pode ajudar em casos de doença cardíaca, diabetes e prevenção do cancro». Muitos consideram-no um super cereal. A quinoa oferece cerca de 18 por cento de proteína, um valor superior ao de outros cereais.

Algumas variedades chegam a conter mais de 20 por cento, destaca David Grotto em «101 Super Alimentos que Podem Salvar a Sua Vida», publicado em Portugal pela Academia do Livro. Este cereal é uma fonte completa de proteína, reunindo os oito aminoácidos essenciais, sobretudo metionina, cistina e lisina, cuja porção é o dobro da da aveia, o triplo da do milho e cinco vezes superior à do trigo.

É uma boa fonte de fibra, sendo ideal no combate à obesidade. O seu poder de saciedade é superior ao do arroz e do trigo. Pobre em gordura (contém cerca de 10 por  cento), é rica em hidratos de carbono, cerca de 72 por cento, sob a forma de amido. Pode ser ingerida por doentes celíacos pois oferece pouco glúten.

Como preparar e ingerir a quinoa

A quinoa pode ser ingerida ao pequeno-almoço (em substituição dos cereais habituais) ou mesmo às refeições principais, integrada em sopas, saladas, acompanhamentos (cozida como o arroz ou na forma de puré) ou sobremesas. Antes de a confecionar, deve lavar bem as sementes para remover qualquer resíduo  de resina natural (saponina) que permaneça.

Não se surpreenda se fizer espuma ao enxaguar. Antes de  cozinhar, o ideal é torrar as sementes numa frigideira seca, durante cinco minutos. Este gesto torná-las-à mais saborosas. Depois, é só confecionar, como se de outro cereal se tratasse. Pode ser preparado como o arroz.

«A quinoa surge como uma alternativa para todos desportistas ou vegetarianos, para quem sofre de alergias ou intolerância ao glúten, para quem pretende emagrecer, pois prolonga a sensação da saciedade, ou, simplesmente, para quem queira apenas adaptar um estilo de vida mais saudável», refere Luís Mourão, chef do Epic Sana Algarve Hotel.

Veja na página seguinte: Todos os benefícios nutricionais deste cereal

Todos os benefícios nutricionais deste cereal

Fonte de vitaminas e minerais, a quinoa integra uma quantidade de fibras importante, que não deve negligenciar. Estas são outras das substâncias nutritivas que encontra neste cereal:

- Ácido fólico
Indispensável para a formação de glóbulos vermelhos e para o sistema nervoso.

- Magnésio
Contribui para a formação de músculos, ossos fortes e dentes saudáveis.

- Ferro
Participa na formação de glóbulos vermelhos.

- Fósforo
Envolvido na formação de músculos e ossos fortes.

- Zinco
Necessário para a reparação dos tecidos, sistema reprodutivo e imunitário.

- Cobre
Participa na produção de energia e na síntese da hormona adrenalina.

- Manganésio
Determinante para a estrutura óssea normal.

- Potássio
Importante para manter a pressão arterial equilibrada.

- Vitaminas do complexo B
Aliadas do sistema nervoso, digestivo, cardiovascular e da pele.

Como saborear a quinoa ao pequeno-almoço

Ferva duas chávenas de água, adicione uma chávena de quinoa, reduza o calor e deixe ferver em lume brando durante cinco minutos. Adicione meia chávena de maçã cortada em tiras finas, um terço de chávena de passa de uva e meia colher de chá de canela e deixe ferver em lume brando até a água ser absorvida. Finalmente, sirva este preparado com leite e começará o dia de uma forma naturalmente saudável.

Como integrar a quinoa na sua alimentação durante as refeições principais

Prepare como se fosse arroz, fervendo duas chávenas de água para uma de grão, tapando e deixando ferver em lume brando durante cerca de 15 minutos. Deve ficar al dente.

 A quinoa nas saladas

Misture quinoa cozida, arrefecida, com legumes crus ou cozidos picados e ervas frescas. Tempere com molho de vinagrete ou de soja.

Texto: Rita Miguel e Luis Batista Gonçalves (edição digital) com revisão científica de Patrícia Segadães (nutricionista)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.