Fonte rica de minerais, proteínas e vitaminas, deve ser consumido ao longo de toda a vida.

Mas, atenção, há muitas pessoas que sofrem de intolerância ou alergia à lactose, pelo que para elas o leite é um alimento proibido.

A relação do homem com o leite é mais complexa do que se possa imaginar.

Do seio materno à infinidade de iogurtes e produtos lácteos disponíveis, é longo o caminho iniciado entre os 10.000 a 8.000 anos a.C, estimando-se que o consumo regular de leite tenha começado no momento em que o homem abandonou a caça para cultivar a terra.

Foi, de facto, o consumo de leite de outros mamíferos como alimento de uso geral, não exclusivo dos recém-nascidos, que marcou o início da actividade sedentária. Composto por 55 nutrientes essenciais ao homem, ao ser consumido com regularidade apresenta benefícios surpreendentes para a saúde, sendo benéfico em todas as etapas da vida e não apenas na fase de crescimento.

O leite é demasiado importante para que possa ser apenas consumido na fase inicial da vida, não devendo a relação do ser humano com o leite terminar quando se incluem outros alimentos na sua dieta. Pelas suas características, o leite é um alimento versátil, que congrega todas as categorias de nutrientes indispensáveis a uma alimentação saudável. A sua riqueza está longe de provir apenas do cálcio, já que o leite é também uma boa fonte de outros minerais, de vitaminas e de proteínas de elevado valor biológico. É igualmente uma fonte de energia a não menosprezar.

Cálcio é ouro branco

O leite é, por excelência, o alimento-chave em termos de fornecimento de
cálcio ao organismo. Matéria-prima indispensável ao crescimento e
fortalecimento dos ossos, o cálcio é vital na infância e adolescência,
contribuindo para a formação da massa óssea.

No adulto, e a partir dos 30 anos, inicia-se uma perda natural do cálcio
adquirido nas fases anteriores da vida, sendo necessário continuar a
ingestão de cálcio, de modo a preservar a massa óssea, para evitar doenças provocadas por esse défice.

Mais tarde ainda na vida, o cálcio é fundamental na prevenção da
osteoporose, uma doença que afecta sobretudo as mulheres e que se
manifesta quase sempre no pós-menopausa. Além disso, o cálcio fornecido pelo leite é assimilado em muito maior
quantidade e mais facilmente do que aquele fornecido por outros
alimentos.

Assim, um copo de leite (equivalente a 250 ml) fornece 300 mg de cálcio,
enquanto para ter a mesma quantidade de cálcio é necessário ingerir 100
gramas de sardinha ou 167 gramas de frutos secos, com a diferença de
que estes alimentos são assimilados mais dificilmente.

Aliado dos recém-nascidos

O leite é o maior aliado dos recém-nascidos. Primeiro, o leite materno,
depois o leite de vaca.

Até aos seis meses, o seio materno deve ser a
única fonte de leite para as crianças.

Do ponto de vista nutricional, nada se lhe compara. Sem falar na
poderosa carga emocional que transporta, pois a amamentação prolonga os
laços entre mãe e filho tecidos no útero.

O contacto com o seio materno é
uma antecâmara da descoberta do mundo, do gosto, do cheiro, do tacto. Contudo, quando termina a fase de amamentação, porque o regresso da mãe
ao trabalho a isso obriga ou porque a quantidade é insuficiente para
satisfazer o bebé, não deve ser interrompido o uso do leite na
alimentação infantil. Deve, sim, ser estimulado e continuar pela vida
fora.

Aliado dos adultos

Porque, para os adultos, além da sua conhecida mais-valia na prevenção
da osteoporose, o leite tem uma face de muitos desconhecida, o combate
ao stress. De facto, estudos efectuados no Canadá vieram mostrar
que um novo componente, o pnt200 (peptídeo encontrado no leite de
vaca) tem efeitos calmantes sobre o sistema nervoso, proporcionando
uma alternativa no tratamento da ansiedade e da insónia.

Poderosa fonte de proteínas, açúcar, gordura, vitaminas e minerais, o
leite tem vindo igualmente a ser alvo de estudos sobre os seus efeitos
benéficos na prevenção e tratamento de doenças como o cancro. Um
desses estudos decorreu na Finlândia, tendo sido avaliados os hábitos
alimentares da população rural e da população urbana. E provou-se que
entre os camponeses existia uma redução de 25% na prevalência do cancro
do cólon. Tudo boas razões para beber leite. E em Portugal bebe-se razoavelmente: 84,5 litros por ano e por habitante.

As quantidades de leite necessárias para o bom crescimento do ser humano
variam consoante a idade. Conheça os conselhos dos nutricionistas:

  • Dos 3 aos 9 anos - ½ litro/dia (2 copos)
  • Dos 0 aos 24 anos - ¾ litro/dia (3 copos)
  • Grávidas - ¾ litro/dia (3 copos)
  • Lactentes - 1 litro/dia (4 copos)
  • Adultos - ½ litro/dia (2 copos)
  • Idosos - ¾ litro/dia (3 copos)

6 boas razões para beber leite

1. É a melhor fonte de cálcio. O leite é o alimento natural com a maior
concentração de cálcio, essencial à formação e manutenção da integridade
dos ossos.

Além disso, o leite possui boa quantidade de outros
minerais, como o fósforo, que também ajuda na formação dos ossos.

2. Pelo seu cálcio biodisponível. O cálcio do leite, pela forma química e pela
presença da lactose, é mais facilmente absorvido.

3. Oferece proteínas de alto valor biológico. As proteínas do leite são muito
completas, propiciando a formação e manutenção dos tecidos do organismo.

4. É uma fonte de energia. O leite integral é um bom fornecedor de energia para as actividades do dia-a-dia.

5. É uma boa fonte de vitaminas. Os leites integrais e os enriquecidos com
vitamina A ajudam no crescimento das crianças e melhoram as suas defesas
contra doenças infecciosas. No leite é também significativa a
quantidade de vitamina B1, importante na produção de energia, e B2,
reguladora da utilização de proteínas, gorduras e açúcares.

6. É um alimento seguro e versátil . A sua produção e comercialização é
rigorosamente fiscalizada, havendo sempre um tipo de leite adaptado às
necessidades de cada pessoa - magro, meio gordo, gordo, com fibras, com
vitaminas, com cálcio, para as crianças, para futuras mamãs.

A responsabilidade desta informação é de

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.