Apanhe a totalidade do cogumelo

A extração do cogumelo deve ser total e efetuada com o cuidado em não remover a camada superficial do solo e não danificar o micélio. O não cumprimento destes aspetos pode comprometer a produção vindoura.

Não coma estes 10 alimentos crus (podem conter químicos e bactérias)
Não coma estes 10 alimentos crus (podem conter químicos e bactérias)
Ver artigo

Não apanhe cogumelos pequenos

Não recolha cogumelos pequenos que ainda não completaram o seu desenvolvimento. Deixe que a dispersão dos esporos aconteça. Aquando da apanha, procure não os arrancar, corte o pé no local e faça a limpeza do pé e do chapéu no momento, o que permitirá que o micélio e os esporos permaneçam na terra.

Não apanhe cogumelos envelhecidos e muito alterados

Quando cozinhados com exemplares em bom estado, os congumelos envelhecidos comprometem a qualidade final do alimento. Por outro lado, podem ter iniciado um processo degradativo, com a produção de substâncias tóxicas. O avermelhamento da carne, característica do Macrolepiota venenata, perde intensidade e visibilidade com o final de vida, dando-se mais um acastanhamento, que é comum às duas espécies, tornando-se mais difícil fazer a destrinça entre a espécie comestível e a venenosa.

Apanhe apenas os cogumelos certos

A análise deve ser individual, um a um, não se devendo colocar todos no mesmo cesto só porque nasceram no mesmo local ou aparentemente serão iguais.

Não se devem misturar os cogumelos que se conhecem com aqueles em que se têm duvidas.

Assegure-se de que os frades (Macrolepiota procera) estão bem cozinhados

Há publicações que mencionam a existência de hemolisinas (destroem os glóbulos vermelhos) termolábeis (destruídas pelo calor) no Macrolepiota procera. Assim, para eliminar potenciais problemas, estes não podem ser comidos no seu estado cru e têm de ser completamente sujeitos a temperaturas elevadas durante a sua confeção.

Tem colesterol alto? Estes 11 truques vão ajudá-lo
Tem colesterol alto? Estes 11 truques vão ajudá-lo
Ver artigo

Evite consumos exagerados e repetidos

Os cogumelos em geral são alimentos de difícil digestão e não tolerados por todos da mesma forma, pelo que se recomenda um consumo moderado, além da rejeição do pé fibroso e indigesto do frade, sobretudo após a abertura do chapéu.

Não utilize sacos de plástico

Não deve utilizar sacos de plástico para apanha, transporte ou depósito dos cogumelos em fresco. O transporte em ambientes fechados contribui para a degradação do produto. Os cogumelos alterados e envelhecidos produzem toxinas e o seu consumo pode conduzir a intoxicações mais ou menos graves.

Os cogumelos devem ser colocados sempre em cestas baixas, porosas e arejadas.

Evite perímetros urbanos

Não fazer colheitas no interior ou nas proximidades de perímetros urbanos, instalações industriais, bermas de estradas e caminhos, e em terrenos onde se exerçam atividades agrícolas com utilização de químicos de síntese ou atividades pecuárias intensivas. Os fungos têm capacidade de absorção e de acumulação de grandes quantidades de substâncias prejudiciais à saúde humana nomeadamente de metais pesados, sendo esta particularidade maior em espécies sapróbias, como é o caso do Macrolepiota procera.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.