Nem todos envelhecemos da mesma maneira. A vitalidade é sobretudo uma questão de equilíbrio. A nossa vida é composta por duas vertentes, a curva ascendente do crescimento até cerca dos trinta anos de idade, seguida do período de maturidade até à idade de cinquenta ou sessenta anos e depois um declive descendente até ao final, que esperamos que seja o mais tarde possível, especialmente se desejar prolongar a sua vitalidade. É esta segunda vertente que é preciso encarar de forma diferente.

Segundo o especialista em medicina preventiva do envelhecimento Claude Chauchard, há uma forma programada e normal pela qual se desenvolve o processo de envelhecimento, mas também uma forma acelerada de envelhecimento que depende do comportamento de cada indivíduo. Como devemos proceder para entrar nesta segunda fase da vida? Como podemos atingir o estado de equilíbrio perfeito? Partilhamos neste artigo algumas das respostas a estas questões.

De acordo com este especialista, é essencial conhecermos o nosso corpo da mesma maneira que conhecemos uma nova cidade, sem deixarmos de estar atento à animação, aos sítios a visitar e a tudo aquilo que devemos levar e o que não pode faltar. A viagem deve demorar cerca de um mês, o período de tempo geralmente considerado adequado para os viajantes ficarem mesmo a conhecer uma cidade, mas um tempo recorde para dominar o corpo e alcançar a juventude.

No início desta viagem, falaremos sobre a inflamação das membranas celulares, quais as suas causas e por que é que essas membranas celulares oxidam e enfraquecem. A abordagem de prevenção do envelhecimento aqui revelada tem como alvo estes fenómenos inflamatórios, através da nutrição e de outras terapias naturais. São ideias concretas que podem ser de imediato postas em prática. A sugestão prende-se com um programa curto de nutrição, ideal para apenas quatro dias, que permitirá regenerar as células, em particular as células do rosto.

Este é um breve programa que combina uma nutrição anti-inflamatória com alimentos que combatem os radicais livres e a glicação (processo de adição de uma proteína a um carboidrato, como a glicose, sem a ação controladora de uma enzima) e contribuem para a regulação de insulina. A outra hipótese é um programa de 30 dias, um programa completo que repara todas as células do organismo humano.

Fatores de envelhecimento predominantes

O processo de inflamação, ao nível celular, provoca a destruição da intramembrana dos ácidos gordos, o que origina uma série de reações em cadeia que levam à formação de radicais livres. Os radicais livres são moléculas reativas que causam danos no organismo.À medida que envelhecemos, os danos provocados pelos radicais livres acumulam-se e, pouco a pouco, aumentam a rigidez das membranas celulares, tornando-as menos fluidas, menos permeáveis.

Ao mesmo tempo, os recetores na superfície, que recebem hormonas, nutrientes, proteínas, aminoácidos e minerais ficam danificados. A passagem (através da membrana) de ácidos gordos é então interrompida. Quando isto acontece, a infiltração de radicais livres é considerável. A célula não se consegue reproduzir de forma idêntica, fenómeno que vem acelerar a taxa de envelhecimento. A inflamação é assim um fator preponderante no envelhecimento celular.

Este processo é, numa fase imediatamente posterior, seguido por seis outros fenómenos relacionados que provocam danos inflamatórios. A lista inclui situações de resistência à insulina, alergias alimentares, oxidação, glicação, ácidos gordos e stresse. Situações que acabam por interferir com a nossa saúde e com a dos indivíduos que nos rodeiam.

Veja na página seguinte: A insulina na gestão de peso 

A insulina na gestão de peso

À medida que envelhecemos, temos uma tendência natural para engordar. Neste contexto, devemos olhar para o efeito da insulina sobre os recetores das nossas células. Não temos de aprender a comer menos, mas sim a comer melhor e nos momentos adequados. Ao controlarmos a nossa alimentação e o nosso estilo de vida, e ao praticar exercício regular, podemos envelhecer saudáveis, enquanto evitamos o risco de inflamações e de hiperinsulinismo.

A parte mais importante do programa de nutrição criado pelo especialista Claude Chauchard consiste em evitar os hidratos de carbono refinados, já que estes estão diretamente ligados ao desenvolvimento da resistência à insulina e às suas consequências, nomeadamente no que se refere à diabetes e às doenças cardiovasculares.

As alergias alimentares

A alergia alimentar é um problema com a absorção intestinal de um determinado alimento que leva a uma síndrome inflamatória. Alguns alimentos são conhecidos por muitas vezes causarem problemas, tais como os produtos lácteos, cereais, certos peixes e frutos do mar, algumas frutas e os amendoins. São muitos, e diversos, os sintomas que podem estar ligados às alergias alimentares.

A chave para uma cura a longo prazo é encontrar as causas subjacentes à alergia ou à intolerância. Livrar-se de uma alergia alimentar é um grande passo em frente, não só para uma boa e eficaz digestão, mas também para conseguir uma pele mais bonita e uma vida mais enérgica.

A oxidação e os radicais livres

À medida que ficamos mais velhos, os radicais livres ficam cada vez mais ativos na destruição das nossas células. Este fenómeno é conhecido como oxidação, que também leva a uma inflamação. Um corpo jovem, em boas condições, é capaz de lutar contra a invasão de radicais livres, produzindo os seus próprios antioxidantes. Mas quanto mais velhos somos, menos o nosso corpo é capaz de se defender contra eles. Por isso, é necessário consumir o máximo de alimentos ricos em antioxidantes e, em certos casos, tomar suplementos alimentares que contenham antioxidantes.

A glicação e o envelhecimento acelerado

Quando há excesso de açúcar no sangue, as moléculas de glicose reagem com as proteínas, num fenómeno conhecido como glicação. A glicação ocorre quando uma molécula de açúcar em excesso (por aumento da ingestão ou por lentidão do metabolismo da glicose) adere a uma molécula de proteína, como o colágenio e a elastina, responsáveis pela firmeza e elasticidade da pele.

A partir desse processo é formado um complexo de açúcar e proteína rígido que altera as estruturas dessas proteínas e impede o desempenho eficiente das suas funções. Na pele, o resultado é o aparecimento de rugas, contudo este fenómeno pode ainda ser responsável pela destruição de órgãos vitais, como os rins, os pulmões e o cérebro. É, portanto, um fator de envelhecimento acelerado dos tecidos.

A influência dos ácidos gordos

É importante mencionar que as boas gorduras mantêm o corpo jovem. Muitas vezes falamos de ácidos gordos maus e ácidos gordos bons (como exemplo destes últimos temos o ómega 3 e o ómega 6). A eficácia na luta contra o envelhecimento vai depender de um bom equilíbrio nutricional entre estes ácidos gordos. Cada um destes óleos é composto por uma porção variável de ácidos gordos saturados e insaturados. No caso do peixe, em geral, quanto maior é o seu nível de gordura, maior é o nível de ácidos gordos ómega 3, que são bons para as membranas das nossas células.

Veja na página seguinte: O problema do stresse

O problema do stresse

Para além das mudanças ao nível da alimentação, manter-se jovem e resplandecente exige aprender a lidar com o stress da vida quotidiana. Neste contexto é importante:

- Aceitar tanto os acontecimentos alegres como tristes, e aprender com eles
- Pensar sempre positivamente
- Aprender a ser flexível e a aceitar a mudança
- Evitar uma vida sedentária
- Rir muito
- Ter tempo para se conhecer a si mesmo
- Ser tolerante consigo e com os outros
- Controlar as suas emoções
- Não ser irrealista nas suas expetativas

Coma o alimento certo à hora certa

Agora que já sabemos um pouco sobre os principais fenómenos relacionados com o envelhecimento, resta perceber qual a alimentação certa para abrandar esse processo. As escolhas que fazemos quanto ao que comemos determinam, dia após dia, a nossa qualidade de vida, os nossos níveis de energia e de humor e, claro, o nosso tempo de vida. Em princípio, comemos (e devemos sentar-nos para fazê-lo) porque estamos com fome, embora possa também ser uma questão de hábito.

Quando estamos com fome queremos satisfazer essa necessidade de comida. Isso é normal porque a fome, se não se tratar de um hábito, é um pedido urgente do organismo para receber os nutrientes de que necessita para renovar as nossas células. O problema é que, muitas vezes, a comida de que mais gostamos não contém os nutrientes que o nosso corpo realmente necessita. Pior ainda, a nossa comida favorita é muitas vezes demasiado rica em açúcar, molhos, sal e gordura. Trata-se de um tipo de comida que tem tudo em excesso.

O programa de crononutrição do Dr. Claude Chauchard

O programa de Claude Chauchard incorpora novos conhecimentos sobre a crononutrição (timely nutrition). Nós comemos o que o nosso corpo necessita, de acordo com as nossas atividades diárias e, acima de tudo, de acordo com as secreções digestivas de cada órgão envolvido no processo digestivo.Os cinco órgãos envolvidos na digestão são o cérebro, o fígado, o estômago, o pâncreas e os rins. Cada um destes órgãos é mais ou menos ativo, em termos de secreções digestivas, em cada momento do dia.

- Manhã

Quando acordamos de manhã necessitamos da energia que a gordura, em geral, nos fornece, precisamos de proteínas para sintetizar novas células e precisamos ainda de uma certa quantidade de amido, para que o processo de combustão de energia ocorra em condições ótimas. O fígado é necessário porque as suas secreções atuam na digestão da gordura e na organização da síntese de proteínas. O estômago também está sempre disponível.

De manhã, os açúcares que são rapidamente absorvidos pelo organismo devem ser evitados, porque não queremos incentivar as secreções do pâncreas. O momento certo para a ingestão de açúcar será no período da tarde, quando o pâncreas produz de forma natural um pico de insulina, o que faz com que seja o período ideal para o corpo receber açúcar sem danos biológicos. Dessa forma poderemos evitar a produção em excesso da insulina.

- Meio-dia

À hora do almoço precisamos de proteínas (carne vermelha ou branca ou peixe), uma pequena porção de amido e 250 gramas de vegetais verdes. Deve adicionar a tudo isto um pouco de azeite para os manter todos juntos e evitar a fome.

Veja na página seguinte: O que ingerir à tarde e à noite

- À tarde

O lanche da tarde é permitido no programa. O pâncreas produz insulina para colocar a glicose do sangue nas células ou transformá-la em gordura. De acordo com os tempos efetivos e as funções dos nossos órgãos, o pico natural de secreção de insulina ocorre durante a tarde, entre as 16 e as 18 horas. Portanto, comer fruta e/ou um quadrado de chocolate negro (70% de cacau) neste momento não causa nenhum dano ao organismo.

- À noite

No final do dia, o fígado e as suas secreções digestivas encontram-se no mínimo, por isso não deve ser ingerida gordura animal, exceto gorduras boas, sob a forma de azeite e de peixes gordos. Devemos, acima de tudo, evitar solicitar os serviços do pâncreas, não ingerindo açúcar, amido, álcool ou fruta. O ideal é que apenas o estômago esteja a trabalhar à noite, para além dos rins, que devem, nessa altura, começar a limpar e a desintoxicar o corpo.

A abordagem global dos programas de crononutrição

Os programas Timely Nutrition não se limitam à perda de peso, defendem uma abordagem global e preventiva que visa melhorar a saúde geral e a qualidade de vida dos indivíduos a longo prazo. Por outras palavras, é uma abordagem global para uma vida melhor. O objetivo é olhar para si e sentir-se melhor mas, simultaneamente, diminuir ou eliminar problemas como o stress e o risco cardiovascular.Este programa tem como objetivo melhorar a saúde em geral e a saúde da pele. Para além disso, ajuda a queimar gordura e, portanto, alivia o stresse.

Esta dieta, por ser rica em vitaminas, oligoelementos e sais minerais, permitirá ainda uma recuperação da vitalidade. Ao escolhermos as gorduras e os hidratos de carbono bons, a par de uma dieta com fibras e antioxidantes, o risco cardiovascular vai reduzir-se substancialmente. Este programa ajuda a entender melhor o relacionamento entre o indivíduo e os alimentos, e a descobrir que comer menos e emagrecer pode também ser uma fonte de prazer.

Este é também um método que pretende provar que a perde de peso não é sinónimo de privação ou tristeza. É simples, pense primeiro no que gosta de comer e, depois, seguindo as orientações, perceba qual é a altura do dia mais indicada para comer o seu alimento favorito.

Os alimentos recomendados

As refeições devem ser adaptadas ao gosto e ao estilo de vida de cada um. O importante é associar de forma adequada as proteínas, as gorduras, os hidratos de carbono, as verduras e as frutas.

Os alimentos a evitar:

- Farinha branca

Todos os produtos que contenham farinha enriquecida, farinha branca, farinha crua, farinha de sêmola, farinha de milho, macarrão, massa de pizza, bagels, pretzels, tortilhas e pão.

- Arroz branco

Alimentos que contenham arroz branco, arroz enriquecido, arroz polido e farinha de arroz na lista de ingredientes.

- Açúcar e adoçantes

Evite estas substâncias em alimentos que contenham açúcar de cevada, beterraba, açúcar mascavado, xarope de milho, malte, frutose, sumos e concentrados de frutas, glucose, mel, lactose, xarope de malte, maltose, açúcar em bruto e sacarose.

Veja na página seguinte:  9 regras de ouro a seguir diariamente

9 regras de ouro a seguir diariamente:

- Não comer antes ou após as refeições.

- Se estiver com fome, aumente a ingestão de proteínas e de azeite.

- Se comer demais ao almoço, salte o jantar.

- Se abusar de novo, por exemplo no fim de semana, na segunda-feira faça o pequeno-almoço e o lanche, mas coma apenas peixe e legumes nas outras duas refeições.

- Quando sair para jantar, pode limitar os danos se se concentrar em evitar o amido, o açúcar, os doces ou as frutas.

- O importante é associar adequadamente as proteínas, as gorduras, os hidratos de carbono, os frutos e os legumes.

- Beber muita água para garantir uma melhor hidratação.

- Não fumar e consumir álcool com moderação.

- Complementar a dieta com nutrientes benéficos para a pele.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.