É uma das cozinhas mais light do mundo. Saudável e cheia de rituais. Os portugueses renderam-se ao peixe a arroz preparados à moda japonesa.

Os restaurantes proliferam e há quem já faça workshops para cozinhar em casa.

Os portugueses aderiram à comida japonesa. Nada estranho, afinal o arroz
e o peixe são fundamentais na nossa culinária.

E ninguém melhor do que os japoneses para evidenciarem as qualidades dos mariscos e peixes da nossa costa.

Já agora fica também a saber que o tempura (vegetais ou camarão fritos), outro símbolo da cozinha japonesa, é influência dos portugueses desde o séc. XVI.

Depois, é uma cozinha saudável, requintada e cheia de rituais. Quando comparada com outras, esta quase não utiliza temperos, pelo que a ênfase é dada ao sabor puro de cada ingrediente. É uma viagem para as papilas gustativas.

Pedro Almeida, 32 anos, relações públicas é um dos que não resistiu ao encanto asiático. «Vou fazer um curso de culinária japonesa. Não sei cozinhar e penso que é engraçado aprender algo diferente. Até para presentear os meus amigos lá em casa».

O executivo é um apaixonado pelo Oriente já viajou pelo Japão, Coreia, China e, por isso, decidiu mergulhar agora nesta cultura pelo garfo.

Os ingredientes mais utilizados nesta cozinha são o arroz, peixe, algas (nori), alguns vegetais e fruta, rebentos de soja, sementes de sésamo, gengibre e wasabi.

Só para ter uma ideia, a palavra gohan, que quer dizer arroz em japonês, significa igualmente refeição. Por isso, apenas os chefes estão habilitados a prepará-lo.

Há segredos para que este saia no ponto, desde a temperatura, o ser colocado num cesto de madeira até ser arrefecido com um leque. Fazer arroz é quase uma ciência. Demora uma hora.

Este foi levado para o Japão pelos coreanos, assim como foram os chineses que implementaram o molho de soja, o chá e os pauzinhos. Depois, há ainda que saber escolher bem a nori, as algas e o salmão, que tem de ser muito fresco.

Saiba mais sobre a culinária japonesa na próxima página

A culinária japonesa é extremamente delicada. Uma refeição para os nipónicos é o resultado de harmonia entre três elementos: a forma artística como é apresentado o prato (cada ingrediente tem o seu espaço), o recipiente em que é servido e o sabor da comida.

Como os pratos mais conhecidos, há o sushi (tudo o que leva arroz), sashimi (fatias de peixe), inúmeros pratos à base de vegetais e fruta, algas, tempura, rebentos de bambu, pepino e daikon.

Uma curiosidade: foi devido ao Budismo que se convencionou a existência de cinco sabores e cinco cores na culinária japonesa: doce, picante, salgado, amargo e ácido. Amarelo, branco, verde, preto e vermelho.

Agora que já se deliciou com estas iguarias, chegou a hora da sobremesa. Aqui não tem grande opção. O forte desta cozinha não são os doces.

Mas pode desrespeitar as regras com fondues de gengibre e chocolate, pão-de-ló japonês de Castela, outra influência lusa no país do sol nascente. Ou então optar pelo sushi de fruta.

Quanto às bebidas, o chá acompanha as refeições no Japão. Pode ser verde, de crisântemo, de Jasmin, de rosas... Mas é o saké a grande instituição no que toca a bebidas.

Já agora, se quer fazer um brilharete num bom restaurante, jamais coma sushi com pauzinhos.

Até porque narra a história que este era degustado pelo povo em barraquinhas de rua, as quais tinham uns panos brancos para limpar as mãos após o manjar.

As tendas que exibissem os panos mais sujos eram as mais badaladas, pois era sinónimo de que o seu sushi era bom.

Mais uma dica cultural: peça gari (gengibre em ‘pickles’) e durante a refeição coma entre cada sushi uma lasca de gari e vá bebendo um pouco de chá, assim conseguirá saborear em pleno os diversos sabores desta exótica culinária.

E, já agora, lembre-se que no molho de soja e wasabi deve molhar a parte de peixe e não o arroz. E vá com tempo para usufruir em pleno de cada momento, cada ritual...

Saiba onde comprar ingredientes, fazer workshops e conheça alguns restaurantes na próxima página

Alguns restaurantes japoneses

Alguns restaurantes japoneses

Midori
Origami Sushi Bar
Estado Líquido
Sushi Rio
Aya
Bica do Sapato
Novo Bonsai
Santori
Assuka
Tomo

Nota: para mais informações, consulte as páginas amarelas em restaurantes japoneses aí encontrará mais oferta.

Workshops...

Workshops...

A vida é bela – Tel.: 707 200 292
Curso de sushi, em Matosinhos- Tel.: 229 371 425
Cozinha q.b – 21 441 30 68
Clube de Sushi – Tel.: 21 397 05 74

Onde comprar ingredientes

Onde comprar ingredientes

El Corte Inglês
Mercado Asiático
Pequenos supermercados na zona do Martim Moniz
Alguns ingredientes podem ser encontrados no Celeiro
Restaurante Osaka, nas Picoas

Teresa Cotrim

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.