A carne de porco não é forçosamente mais gorda do que as outras carnes. Depende da parte ou peça de que se trate. Um estudo do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos da América revela que, devido à evolução genética e das técnicas de criação, alguns cortes de carne de porco têm níveis de gordura semelhantes aos de algumas carnes a que, habitualmente, chamamos magras, como o frango, o que não acontecia há mais de 20 anos.

De acordo com Tabela da Composição de Alimentos do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, os cortes de porco mais magros são o lombo (4,7 gramas de gordura por 100 gramas), que ganha ao lombo de vitela (7,6 gramas de gordura por 100 gramas) e a perna magra (7,5 gramas de gordura por 100 gramas), que fica à frente da perna de frango, se nos esquecermos de lhe tirar a pele (13 gramas de gordura por 100 gramas).

Por outro lado, se avaliarmos a carne suína do ponto de vista do colesterol, verificamos que o lombo de porco é mais saudável do que o seu congénere de vaca e de vitela e, até, surpreendentemente, do que o frango sem pele (58 gramas de colesterol por 100 gramas, face aos 61 gramas de colesterol do lombo de vaca, os 91 gramas do lombo de vitela, os 70 gramas do peito de frango e os 100 gramas da perna de frango).

A vantagem do porco (magro) face a outras carnes

Em termos calóricos, o lombo de porco fornece, em média, 131 calorias por cada 100 gramas, o que não o envergonha frente às 114 calorias do lombo de vaca, às 124 calorias da perna de borrego e às 111 calorias da perna de frango sem pele, levando vantagem até em relação às 148 calorias do lombo de vitela. Para além disso, o porco tem proteínas, vitaminas do grupo B, fósforo e zinco, nutrientes que não podemos dispensar.

Esta carne contém menos menos sódio do que a carne de vaca, sendo um bom aliado para quem sofre de hipertensão. Para os seguidores do porco, outra boa notícia. A gordura do porco fica concentrada na superfície da pele, sendo fácil de isolar. No caso da vaca, ela está mais entremeada nas fibras da carne. A nutricionista Magda Roma alerta, contudo, que a carne mais gorda de todas é de origem suína, o leitão, que muitos portugueses apreciam.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.