Em breve, vai ser possível tratar doentes com cancro através de vacinas personalizadas que incentivam o sistema imunitário a contrariar a evolução de tumores malignos. Com uma atuação semelhante às vacinas contra a gripe, esta nova abordagem, recentemente apresentada num congresso médico nos EUA, dá outra capacidade de resposta às defesas do corpo humano ajudando o sistema imunitário a identificar e destruir ou a conduzir à remissão de células cancerígenas presentes no organismo.

Nos testes já realizados em ratos com um tipo de cancro muscular, divulgados na mesma ocasião, a vacina curou perto de 90 por cento dos casos. Os cientistas envolvidos na pesquisa estão já a avaliar o tratamento em pacientes com melanoma metastático e preparam-se para iniciar novas fases de testes nos cancros da mama, cérebro, pulmão, cabeça e pescoço. Nalguns países estão já disponíveis vacinas como a Gardasil, que, não curando a doença, ajuda a prevenir o cancro do colo do útero.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.