11 de junho de 2014 - 07h50
 As temperaturas máximas vão subir gradualmente, entre dois a sete graus, a partir de hoje, devido a uma “corrente de leste que vai instalar-se no continente”, disse à agência Lusa a meteorologista Maria João Frada. Também quase todo o país apresenta hoje risco extremo e muito alto de exposição à radiação ultravioleta.
“A partir de hoje vamos ter uma subida da temperatura máxima na generalidade do território que pode variar entre os dois e os 5 a 7 graus Celsius. As temperaturas máximas rondarão os 28 e os 34 graus no interior do Alentejo e os 25 e os 30 no litoral norte e centro”, adiantou à Lusa a meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).
O IPMA prevê para hoje no continente céu geralmente limpo, prevendo-se um aumento temporário da nebulosidade durante a tarde nas regiões do interior onde há probabilidade de ocorrência de aguaceiros e subida da temperatura.
Em declarações à Lusa, Maria João Frada adiantou que na quinta-feira está prevista uma nova subida da temperatura mínima e máxima na generalidade do território.
“Este cenário vai manter-se até domingo. Amanhã [quinta-feira] vai ser emitido um aviso amarelo para o distrito de Setúbal e posteriormente para Évora e Beja e provavelmente até ao fim de semana vamos emitir mais avisos devido à persistência de valores elevados da temperatura máxima”, disse.
De acordo com a meteorologista, a subida da temperatura deve-se a uma corrente de leste que vai instalar-se no continente desde os Açores até à Europa central, dando origem a temperaturas elevadas perfeitamente normais para esta altura do ano.

Descida de temperatura na segunda-feira
Maria João Frada disse ainda que a tendência a partir da próxima segunda-feira é para uma ligeira descida da temperatura.
O IPMA emitiu hoje um aviso amarelo, o segundo menos grave de uma escala de quatro, para o distrito de Setúbal, entre as 10:00 de quinta-feira e as 06:00 de sábado, devido à persistencia de valores elevados da temperatura maxima.
Também os distritos de Évora e Beja vão estar sob aviso amarelo entre as 10:00 de sexta-feira e as 06:00 de sábado devido às temperaturas elevadas. 

Índice ultravioleta muito alto
Quase todo o país apresenta hoje risco extremo e muito alto de exposição à radiação ultravioleta (UV), de acordo com o IPMA.
O IPMA colocou hoje as regiões do Funchal e Porto Santo com níveis extremos de radiação UV, aconselhando a população a evitar o mais possível a exposição ao sol.
As regiões de Aveiro, Beja, Bragança, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Guarda, Leiria, Lisboa, Penhas Douradas, Porto, Portalegre, Sagres, Santarém, Setúbal, Sines, Viana do Castelo, Viseu, Vila Real e Angra do Heroísmo apresentam hoje níveis muito altos de exposição à radiação UV.
Nestas regiões, o IPMA aconselha a população a utilizar óculos de sol com filtro UV, chapéu, t-shirt, guarda-sol e protetor solar e a evitar a exposição das crianças ao sol, lembrando que a radiação ultravioleta pode causar graves prejuízos para a saúde se o nível exceder os limites de segurança.
O índice desta radiação apresenta cinco níveis, entre o baixo e o extremo, sendo o máximo o onze.
Por SAPO Saúde com Lusa

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.