O teste pretende ajudar os cientistas a monitorar as mutações do vírus, a sua prevalência e o possível impacto no diagnóstico das infeções, nas vacinas e terapias, afirma um comunicado da empresa.

Com o nome de Cobas®SARS-CoV-2 Variant Set 1, o teste permite detetar e diferenciar as mutações observadas nas variantes britânica, sul-africana e brasileira.

"A contínua vigilância é essencial para a saúde pública", disse Thomas Schinecker, diretor da divisão de diagnósticos da Roche.

O teste foi projetado para o uso em máquinas Cobas 6800/8800, muito presentes nos laboratórios de análises e hospitais.

A Roche, líder mundial na área de Oncologia, lançou desde o início da pandemia 15 testes para detectar o coronavírus.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.